Busato debate ações com Associação Comercial da cidade de Eldorado

PTB Notícias 19/05/2013, 12:57


A duplicação da Estrada Municipal do Conde, que promete desafogar a BR 116 e melhorar a mobilidade urbana no Estado do Rio Grande do Sul, é um dos enfrentamentos da Secretaria de Obras Públicas, Irrigação e Desenvolvimento Urbano (SOP).

O tema foi apresentado pelo titular da pasta, o petebista Luiz Carlos Busato, em reunião na Associação Comercial e Industrial de Eldorado do Sul (Acidesul).

O evento aconteceu na última quinta-feira (16/05/2013), no CTG Porteira da Tradição.

‘Entendemos a importância de discutirmos estas demandas com os atores envolvidos.

O projeto de duplicação da Estrada do Conde, estimado em quase de R$ 22 milhões, oferecerá ao município uma via com pavimentação, infraestrutura completa, ciclovia e passeio’, explica Busato.

A proposta está dividida em dois trechos de um total de mais de 10 quilômetros de extensão.

O primeiro contempla o início do entroncamento da BR 116 até a ponte sobre o Arroio Conde, e o segundo a divisa de Eldorado do Sul com Guaíba, finalizada na Avenida Ivo Lessa (Perimetral).

Busato contou que já estão sendo realizadas audiências em Brasília para a captação dos recursos necessários para a duplicação.

‘Esta é uma luta em que estamos engajados na Secretaria de Obras’, destacou.

Segundo a proposta, as localidades que serão diretamente beneficiadas são: Sans Souci, Distrito Industrial de Guaíba, bairro Santa Rita e loteamento Progresso.

O superintendente da Fundação Estadual de Planejamento Metropolitano e Regional (Metroplan) – braço técnico da SOP, Oscar Escher, explicou, aos mais de 70 associados presentes, que os próximos investimentos do órgão no combate às cheias do Baixo Jacuí e Guaíba.

Eldorado do Sul está incluso no PAC da Prevenção, que destina R$ 5 milhões para a construção de seis quilômetros de diques e obras complementares.

Ao todo, serão investidos no Rio Grande do Sul R$ 793 milhões para estudos e obras de drenagem.

A implantação do Bilhete Único na Região Metropolitana de Porto Alegre (RMPA) também foi discutida.

Escher acredita que a interoperabilidade entre os diferentes modais deve acontecer efetivamente com a criação do Consórcio Metropolitano de Transporte (CMT).

Ele será formado pelos 32 municípios pertencentes a RMPA.

A expectativa é de que o Bilhete Único esteja em funcionamento já em 2014.

Entre as presenças estavam o presidente da Acidesul, Rafael, Gonçalves, o tesoureiro Joel Abreu, os prefeitos de Eldorado do Sul, Sérgio Munhoz, e de Guaíba, Henrique Tavares.

fonte: site do PTB – RS