Cachaça de Paraty recebe certificado de Indicação Geográfica

PTB Notícias 16/05/2007, 12:06


A Associação de Produtores e Amigos da Cachaça Artesanal de Paraty (Apacap) e a população paratiense têm muito que comemorar neste mês de maio.

É que no próximo dia 08, a cachaça de Paraty recebeu o certificado de Indicação Geográfica (IG), na modalidade Indicação de Procedência, concedido pelo Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI).

O evento aconteceu no Bar e Restaurante Mangue Seco, no Centro da cidade do Rio de Janeiro.

A conquista é uma iniciativa da Apacap, com apoio da Prefeitura Municipal de Paraty/RJ – administrada pelo petebista José Carlos Porto Neto, do Ministério da Agricultura e do Sebrae-RJ.

Não é de hoje que a palavra paraty é sinônimo da cachaça fabricada no município do litoral carioca do mesmo nome.

Até o escritor Aloísio de Azevedo, no livro “O Cortiço”, já fazia referência à aguardente.

A partir de agora, o substantivo paraty servirá para identificar toda cachaça produzida naquela região do Rio de Janeiro, seguindo as diretrizes da certificação de origem.

A responsável pelo Balcão Sebrae-RJ de Paraty, Maria Auxiliadora Silva, informou que o processo para o reconhecimento da cachaça de Paraty durou cerca de 10 anos, após o início de um trabalho árduo desenvolvido pelo Sebrae-RJ, Ministério da Agricultura, juntamente com os alambiqueiros da cidade.

“Em 1997, eram apenas três alambiques, estes que acionaram o Sebrae-RJ que resolveu abraçar a causa, dando início a diversas ações que resultaram na qualidade do produto.

Em 2004, a cachaça coqueiro recebe do Ministério da Agricultura o selo de excelência do produto.

A partir dessas iniciativas, novos alambiques foram surgindo (hoje o município conta com oito alambiques) e a cachaça de Paraty se destacando no mercado, sempre aprimorando novas técnicas para garantir a qualidade da aguardente”, declarou.

Auxiliadora destaca, ainda, que as ações desenvolvidas no município foram significativas, uma vez que, com a união dos alambiqueiros e o apoio de instituições, como o Sebrae-RJ, por exemplo, e do Poder Público, foi criada a Associação de Produtores e Amigos da Cachaça Artesanal de Paraty.

“Essa foi uma vitória conquistada através de projetos inovadores para o segmento.

Temos que comemorar muito esse troféu que a aguardente de Paraty receberá em breve”, acrescentou ela.

Após o certificado, só poderá ter o nome Paraty a cachaça produzida no município, a exemplo do que já acontece com a champagne produzida na França.

É importante ressaltar que esse certificado de Indicação Geográfica para a cachaça de Paraty tende a aumentar o valor agregado do produto, diferenciando-o dos demais, preservando as particularidades da aguardente, bem como estimulando os investimentos na própria área de produção, com valorização das propriedades, aumento do turismo, do padrão tecnológico e da oferta de emprego.

Além dessas vantagens, outras também garantem repercussões positivas, tais como: fideliza o consumidor, que, sob a etiqueta da indicação geográfica, sabe que vai encontrar um produto de qualidade e com características regionais; melhora a comercialização dos produtos, facilitando o acesso aos mercados através da propriedade coletiva; confere maior competitividade no mercado internacional, uma vez que as indicações geográficas projetam imagem associada à qualidade e tipificação do produto, promovendo garantia institucional da qualidade, reputação e identidade do produto.

Fonte: site da Prefeitura de Paraty