Cafeteira, relator do caso Renan, não descarta ouvir Mônica Veloso

PTB Notícias 11/06/2007, 14:31


O senador Epitácio Cafeteira, do PTB do Maranhão, recebeu nesta segunda-feira (11) os documentos do processo no Conselho de Ética contra o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL).

Demonstrando certo incômodo com a função de relator, Cafeteira não descartou ouvir a jornalista Mônica Veloso, pivô da crise envolvendo Renan.

“Não descarto nada de cara”, disse Cafeteira, Líder do PTB no Senado.

Renan é acusado de receber apoio financeiro do lobista Cláudio Gontijo, da empreiteira Mendes Júnior, para pagar uma pensão à Mônica Veloso, com quem tem uma filha de três anos.

O senador nega as acusações e, em sua defesa, tem dito que pagou a pensão com recursos próprios.

Escolhido semana passada pelo conselho para relatar o processo, Cafeteira admitiu que não se sente à vontade com essa função e disse considerar um “ônus” a tarefa.

“Não pleiteei ser relator.

Agora, sei das minhas obrigações.

Não é um prêmio, é um ônus.

Mas acho que a recusa não é digna do mandato”, afirmou.

Cafeteira recebeu a documentação das mãos do presidente do Conselho de Ética, Sibá Machado (PT-AC).

Na papelada, constam, por exemplo, a defesa entregue por Renan à corregedoria do Senado com extratos bancários que mostrariam que ele tem renda suficiente para arcar com as despesas de sua filha e ainda as reportagens sobre o caso.

“Abacaxi” Ao cumprimentar Sibá, Cafeteira fez uma brincadeira.

“Você já me deu o abacaxi, agora me dê a faca para eu descascá-lo”, disse o relator.

O relator negou que tenha dito na semana passada que não pretende ouvir Mônica por achar que um depoimento da jornalista seria explorar “fofocas”.

“Essa frase não é minha.

Preciso ler o processo.

Não descarto nada de cara.

O ritmo é acelerado.

Mas enquanto não ler, não posso dar uma palavra”, disse.

fonte: Portal G1