Campos Machado anuncia decisão de ir à justiça para recuperar mandatos

PTB Notícias 8/10/2009, 13:39


O Diretório do Partido Trabalhista Brasileiro em São Paulo vai solicitar a decretação de perda de cargo eletivo para todo mandatário que se desfiliar do partido, sem justa causa.

A determinação foi aprovada nesta quarta-feira (07) pelos integrantes da Comissão Executiva da agremiação por meio da Resolução.

O Presidente Estadual e Secretário Geral da Executiva Nacional do PTB, deputado Campos Machado, criticou o troca-troca de filiados e garantiu: “O partido vai à Justiça reivindicar todos os mandatos de quem trocou de legenda até 3 de outubro (sábado último), data limite para a troca de partido por aqueles que pretendem disputar eleição ou reeleição no ano que vem”, assegurou Campos.

Segundo o líder político partidário, os representantes de cargos eletivos foram eleitos pela sigla e pelo número do PTB, com os votos dados para estes e a somatória obtida pelo coeficiente da legenda é que se proporcionou o número de cadeiras conseguidas pelos petebistas.

Nos últimos dias, dezenas de políticos, apenas para ficar no plano federal, correram a mudar de sigla enquanto houvesse tempo – a um ano das próximas eleições.

Na Câmara dos 513 deputados 27 trocaram de partido e no Senado 4 dos 81 senadores seguiram o mesmo caminho “indiferentes à fidelidade partidária, ainda que imposta pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), quando deveria ter vindo por decisão do próprio”, destacou Campos.

Vale destacar, que nesta terça-feira (6), diante da surpresa pela saída da agremiação do deputado federal Jefferson Campos, que migrou para o PSB, e do vereador de Sorocaba Carlos César, que foi para o PSC, o PTB entrou na Justiça Eleitoral solicitando o mandato dos dois parlamentares, sob a justificativa de que as representações pertencem ao Partido, no qual se elegeram, segundo determinação do TSE.

“A omissão do PTB, neste momento, seria a negação de tudo o que vem sendo feito, nos últimos dois anos, para transformar o Partido no mais forte e mais moderno do estado”, finalizou Campos.