Campos Machado participa de encontro com lideranças da Baixada Santista

PTB Notícias 4/02/2014, 8:25


O deputado estadual Campos Machado, presidente do PTB-SP e secretário nacional do PTB, participou na segunda-feira (3/2/2014) de um encontro com lideranças e pré-candidatos da Baixada Santista para discutir a estratégia petebista para as eleições deste ano.

Campos reforçou a tese de uma mulher para vice na chapa do governador Geraldo Alckmin.

O encontro aconteceu na sede da Universidade Santa Cecília, do petebista e ex-presidente do Santos Futebol Club Marcelo Teixeira.

Entre outras lideranças, estiveram presentes o vice-prefeito de Santos, Eustázio Alves Pereira Filho, e também o ex-deputado federal e ex-presidente do partido Gastone Righi.

A alta direção do Sistema de Comunicação da Santa Cecília também esteve presente no evento.

Os vereadores Cadu, Ivo, França e Serginho (presidente da Câmara de Praia Grande) participaram das discussões.

“O litoral santista tem condições de fazer um bom trabalho político aqui.

Eleger deputados estaduais, federais.

Chega de ser coadjuvante, chega de ser vagão.

O partido nasceu para ser locomotiva.

É isso que nós queremos para Santos.

E para a Baixada Santista”, disse Campos Machado.

O líder trabalhista passou no encontro a intenção de o PTB influenciar na indicação do cargo de vice-governador na aliança com o PSDB.

“Queremos uma mulher.

Chega da fase de mulher/fogão, mulher/tanque.

Hoje as mulheres são a maioria nos concursos públicos e devem assumir seu espaço.

Se não for aceito o nome de uma mulher para vice, vamos continuar apoiando o Geraldo, mas será de maneira mais informal, e vamos insistir numa mulher para o Senado, com campanha voltada para as mulheres”, afirmou Campos Machado.

Após a reunião, o político foi para o estúdio da Santa Cecília TV, onde conversou com a equipe de jornalismo sobre temas como “rolezinhos” e todas as ações de vandalismo que estão acontecendo no Brasil.

“Quero implantar um projeto que está pronto para ser votado, que em nenhuma manifestação os mascarados possam aparecer, pois quem esconde o rosto num ato desses, para mim, é marginal, bandido.

E se for constatar o que realmente aconteceu em janeiro, mais de uma centena de lojas foram depredadas”, disse Campos Machado.

Para finalizar a entrevista, o deputado fez um apelo à população e pediu que todos da região contribuam com o plebiscito que o partido criou sobre a diminuição da maioridade penal, que inicia nesta segunda-feira em Santos, mas que já está em andamento em outros estados.

“Temos já 280 mil assinaturas para aprovar o plebiscito.

Queremos que o povo manifeste sua opinião.

Os maiores bandidos são menores de idade”, ressaltou.

O QUE DISSERAM ALGUMAS LIDERANÇASGASTONE RIGHI – “Minha amizade é profunda e comprometida com Campos Machado.

Ele é como uma formiguinha que trabalha todo dia, mês a mês, para manter viva nossa flâmula do PTB.

Eu já sou do passado, vocês são do presente e vão construir o PTB que sonhei um dia.

Campos Machado é pluralista a tal ponto que consegue efeitos que chegam a parecer mágica.

Não há local em São Paulo que Campos Machado não tenha passado.

Quero pedir a todos fé e esperança.

Este é o momento de entender a linguagem das ruas.

As ruas não estão contentes.

Precisamos dar respostas para a população.

“MARCELO TEIXEIRA – “Hoje voltamos ao passado e me lembrei de reuniões memoráveis que fizemos aqui em Santos.

Este encontro ratifica o que o PTB vem fazendo para a Baixada Santista.

Nós, do PTB, e toda a população santista temos que agradecer o trabalho de Campos Machado contra as drogas, a favor do esporte e das mulheres.

Temos orgulho de ter Campos Machado conosco, por tudo o que ele fez pela região.

Hoje, temos que ser protagonistas.

Não podemos mais, pelo nosso trabalho, ser coadjuvantes.

Não podemos mais admitir participações modestas nas próximas eleições.

“EUSTÁZIO ALVES PEREIRA FILHO – “A diminuição das desigualdades sociais é nosso objetivo e o papel do PTB.

Em número de filiados só perdemos em São Paulo para o PMDB.

Portanto, temos que ter participação do nosso tamanho.

” * Agência Trabalhista de Notícias (LL), com informações da assessoria do deputado Campos Machado (PTB-SP)