Campos Machado tenta convencer Frank Aguiar a disputar a reeleição

PTB Notícias 24/10/2011, 6:41


O presidente estadual do PTB de São Paulo, deputado Campos Machado, vai tentar demover o vice-prefeito de São Bernardo, Frank Aguiar (PTB), da ideia de abandonar a política.

“Conversarei com ele na segunda ou terça-feira desta semana.

Não existe possibilidade de ele não disputar a eleição do ano que vem.

A chapa está formada.

Ele continua”, afirmou o mandatário paulista, referindo-se à parceria com o chefe do Executivo, Luiz Marinho (PT).

O político-cantor anunciou que deixará o comando da Secretaria de Cultura no fim do ano, terminará o mandato como vice em dezembro de 2012, mas não disputará a reeleição no ano que vem.

Frank dará mais atenção à família, principalmente à sua mãe, Zulmira Maria da Luz Aguiar, que está com depressão no município de Itainópolis, no Piauí.

E também à carreira artística.

O vice-prefeito está desde sexta-feira, 21/10, em sua cidade natal e retorna para São Bernardo amanhã.

“A decisão é irreversível”, disse Frank na última semana.

“Não disputarei a eleição do ano que vem.

Está decidido, já comuniquei o prefeito.

Preciso dar mais atenção à minha família, minha mulher, meus filhos, minha mãe.

.

.

até mesmo para meus shows.

São quinhentos compromissos ao mesmo tempo, chego tarde todos os dias em casa, preciso de tempo para mim”, afirmou na ocasião.

O PTB inicia hoje operação para reverter a disposição do vice-prefeito.

Campos Machado convocou reunião extraordinária da executiva estadual para informar a situação ao grupo e delinear a estratégia para colocar Frank de volta à política.

Será dado todo apoio ao petebista e à sua família, inclusive pela ligação do cantor com o dirigente estadual – Campos é padrinho de casamento de Frank.

“Serão dois argumentos fundamentais que temos a expor para o Frank.

Primeiro, que ele é homem público, está fazendo um trabalho fantástico em São Bernardo, a população precisa dele, tem muito a colaborar ainda.

Segundo, a questão partidária.

Existe um projeto que precisa ter continuidade, ele é um líder, referência na cidade, na região, no Estado e no País.

Frank tem compromisso”, afirmou o presidente petebista, ao ressaltar que “não existe plano B”.

Campos Machado disse que o vice-prefeito e secretário de Cultura “teve uma vida difícil na infância, mas superou diversos obstáculos com a ajuda da mãe”.

“Ele é um ser sensível.

Teve vida muito humilde, veio para São Paulo ganhar a vida, conseguiu sucesso.

É um guerreiro, lutador, trabalhador.

É um momento de dificuldade que ele vai superar.

É questão momentânea, que passa.

Se fosse comigo também seria assim.

Agora é tristeza.

Mas ele será candidato, não vai desistir”, salientou o mandatário.

Campos afirmou que também conversou sexta-feira com o prefeito Luiz Marinho.

O chefe do Executivo também tentará convencer Frank Aguiar revogar a desistência da política.

A conversa entre o chefe do Executivo também ocorrerá assim que o vice retornar do Piauí.

Agência Trabalhista de Notícias (LL), com informações do Diário do Grande ABC