Cassiá Carpes defende reforma política com critérios de seriedade

PTB Notícias 7/06/2007, 0:04


Durante o grande expediente desta quarta-feira, 06, na Assembléia Legislativa do Rio Grande do Sul, o líder do PTB, deputado estadual Cassiá Carpes, abordou a questão de reforma política no Brasil.

Lembrou que hoje em dia os partidos incham quando estão no poder e se esvaziam ao perder as eleições.

“Parece que os partidos criaram um concurso de torcidas, para quem saber quem tem mais gente.

Essa não é a força dos partidos, pois sabemos que as pessoas se filiam aos partidos por outros interesses.

Filiado é aquele que levanta a bandeira, é o militante.

Por terem perdido sua qualidade e estrutura política, poucos partidos têm militantes”, ressaltou o parlamentar.

Cassiá Carpes lembrou da importância da fidelidade partidária e a importância da criação de mecanismos que impeçam a troca permanente de siglas, como forma de aprimorar sistema político do País.

Indagou também sobre a questão do voto por listas fechadas, perguntando quais os critérios para a elaboração e se isto não vai perpetuar os caciques, impedindo uma renovação partidária.

O deputado colocou em dúvida a eficácia do financiamento público das campanhas: “Hoje, uma eleição custa – de acordo com números oficiais – R$ 882 milhões.

Isto significa para uma população de 125.

913.

479 brasileiros, cada eleitor custa R$ 7,00.

A pergunta que se deve fazer é: de onde sairá o dinheiro para financiamento de campanhas eleitorais? Da saúde, a habitação, a segurança, a educação, a previdência?” Outro aspecto abordado foi a questão das coligações.

O deputado propõe que no primeiro turno elas sejam proibidas, obrigando os partidos a apresentarem candidatos em todos os níveis.

As coligações só seriam permitidas no segundo turno e esta seria uma forma para reforçar política e ideologicamente as agremiações.

fonte: site do PTB – RS