Cassiá destaca aplicação de recursos dos pedágios apenas nas estradas

PTB Notícias 17/08/2011, 7:27


Com a presença do secretário de Infraestrutura e Logística do Rio Grande do Sul, Beto Albuquerque, de representantes do Daer, prefeitos, vereadores e membros da Associação dos Municípios do Vale do Sinos, a Comissão de Assuntos Municipais realizou nesta terça-feira (16/08) audiência pública para tratar da aplicação dos recursos do pedágio da RS-239, localizado em Campo Bom.

Presidida pelo deputado Cassiá Carpes (PTB), a reunião foi proposta pelo deputado Luis Lauermann e contou com depoimentos de prefeitos da região e manifestação de deputados sobre a praça de pedágio.

Na maior parte da audiência, coube ao secretário Beto detalhar o que tem sido feito e os projetos futuros para administração de pedágio, tendo em vista a proximidade do encerramento dos contratos.

“Nesse sentido, a idéia dos pedágios comunitários é uma forma de substituir, em alguns casos, os privados”, comentou o secretário.

Ao término da audiência, foi destacada a intenção de que os recursos dos pedágios sejam realmente aplicados integralmente nas próprias rodovias e a necessidade de definição de qual região receberá os recursos, já que no caso do posto da RS-239 três cidades são atingidas pelo pedágio.

Também foi sugerida a possibilidade de um modelo de gestão partilhado.

Segundo o deputado Cassiá Carpes, a presença do secretário foi fundamental para esclarecer as estratégias da Secretaria em relação aos pedágios.

“A grande questão é garantir que os recursos arrecadados não vão para o Caixa Único e sejam aplicados nas próprias praças de pedágio.

Em outubro faremos novo encontro para tratar do cronograma e da estratégia de aplicação desses recursos”, comentou o deputado.

Agência Trabalhista de Notícias (LL), com informações da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul