Cassiá: O desenvolvimento do estado depende da qualificação profissional

PTB Notícias 8/02/2011, 13:23


Jorge Antônio Dornelles Carpes (PTB-RS), mais conhecido como Cassiá Carpes, 57 anos, reelegeu-se para seu segundo mandato como deputado estadual.

O parlamentar pretende exercer uma maior fiscalização sobre a atuação das secretarias de Estado, além de desenvolver projetos que beneficiem as diversas regiões do Rio Grande do Sul.

“Precisamos contribuir com o Executivo para a geração de empregos e para a qualificação profissional.

O desenvolvimento do estado passa pelo ser humano e, para isso, é necessário qualificar o trabalhador”, defende o parlamentar.

Em seu primeiro mandato, Cassiá presidiu a Comissão de Assuntos Municipais no biênio 2009/2010.

Entre os temas trabalhados pela comissão mereceram destaque a questão da falta de acessos asfálticos a diversos municípios gaúchos, discussões sobre as renovações de contratos entre a Corsan e municípios, e as emancipações.

O parlamentar é autor de projeto de lei complementar (PLC) que devolve ao Parlamento gaúcho a prerrogativa de legislar sobre emancipações.

O PLC foi aprovado na Casa e passa por ajustes para ser sancionado pelo chefe do Executivo estadual.

Também é de autoria de Cassiá o Projeto de Lei Complementar 85/2010, que institui um Fundo Emergencial de Defesa Civil do Estado do Rio Grande do Sul.

O objetivo da proposição é o atendimento imediato às situações de emergência e estados de calamidade pública com a liberação de recursos para as necessidades decorrentes dos desastres.

Votação e trajetóriaNatural de São Borja (RS), Cassiá Carpes foi jogador e técnico de futebol.

Elegeu-se em 2000 para seu primeiro mandato como vereador de Porto Alegre, sendo reeleito em 2004.

Na prefeitura da capital, ocupou o cargo de secretário Municipal de Obras e Viação.

Em 2006 foi eleito para seu primeiro mandato na Assembleia Legislativa, sendo reeleito em 2010 com 30.

817 votos.

Cassiá tem como bases eleitorais Porto Alegre e São Borja, onde obteve, respectivamente 11.

189 e 9.

356 votos.

Votado em 280 municípios do Rio Grande do Sul, também obteve expressiva votação na região Metropolitana, em cidades como Viamão (2.

219 votos) e Alvorada (1.

031).

Agência Trabalhista de Notícias, (IS) com Informações da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul