Celso Jatene escreve artigo sobre disputa pelas mesas diretoras da Câmara

PTB Notícias 19/01/2011, 7:44


O Vereador Celso Jatene (PTB-SP) publicou um artigo no jornal Diário de São Paulo intitulado “Quem Decide?”, onde fala sobre a batalha na disputa pelas mesas diretoras da Câmara de São Paulo.

Leia o artigo na íntegra abaixo: “No ano em que a Câmara Municipal de São Paulo comemorou seus 450 anos houve mais uma batalha na disputa pela nova mesa diretora.

E assim como dezenas de vezes, a tônica foi a busca dos dois lados para segurar ou seduzir os 10% do parlamento que não têm por hábito a firmeza do posicionamento e de palavra.

Entretanto, acho que esses aproveitadores de plantão não são culpados diretos pelas histórias surpreendentes e até escabrosas que ouvimos e presenciamos.

Eles estão lá, prontos para mudar de lado nas últimas horas.

Mas a chance só surge quando o coletivo falha e se divide.

Quando o eleitor decide a representação parlamentar, ele transfere aos vereadores o dever e a obrigação de zelar pela instituição.

Em vez disso, o diálogo foi interrompido, as diversas forças políticas não conseguiram se entender, os parlamentares não “parlaram” o suficiente para chegar a um entendimento.

Na história da Câmara o acordo foi a regra e a disputa, a exceção.

Nos meus anos de mandato, foram sete disputas em que houve o chamado chapão e quatro com disputa.

Preliminarmente, a disputa pode ser encarada como incompetência coletiva (na qual me incluo), porque a Câmara não conseguiu levar a termo o diálogo interno.

Quando há disputa, todos perdem: a produção legislativa fica comprometida e as notícias veiculadas fazem com que os cidadãos deparem, diariamente, com informações negativas da Casa.

E o pior são os oportunistas de plantão, que passam a ser os grandes protagonistas, colocando em segundo plano os vereadores mais coerentes e até os candidatos.

Os perdedores amarguram o mau companheiro e os vencedores sentem o amargo da má companhia.

Que sirva de lição e que fique na história para que, nas próximas eleições, valorizemos aquilo que nós, homens públicos, temos como missão: colocar os interesses da nossa cidade e das pessoas acima de grupos e de particulares que não merecem o respeito coletivo”.

* Agência Trabalhista de Notícias com informações do Blog do Vereador Celso Jatene