Celso Jatene: ‘Não vamos tirar dinheiro do povo para colocar nos Jogos’

PTB Notícias 1/04/2015, 18:26


O impasse envolvendo o Itaquerão como uma das sedes do futebol nos Jogos Olímpicos de 2016 continua.

Com um custo de pelo menos R$ 30 milhões por conta das construções temporárias para a competição, nem o Corinthians nem a Prefeitura de São Paulo estão dispostos a arcar com o valor.

Por conta disso, o local chegou a ficar de fora da primeira venda de ingressos para os Jogos.

Em entrevista à Rádio Bandeirantes, o secretário de Esportes, Lazer e Recreação da cidade de São Paulo, Celso Jatene (PTB), afirmou que a Prefeitura de São Paulo tem interesse em receber as partidas do futebol, mas reiterou que não haverá investimento público para que isso aconteça.

“A gente acha muito interessante [ter os jogos], desde que isso não gere um problema de despesa para o orçamento municipal.

Não tem por que a gente tirar recurso dos moradores, seja de qual área for, para receber 10 jogos da Olimpíada.

Não temos esse dinheiro e mesmo se tivéssemos, não estamos dispostos a tirar do povo para colocar em Olimpíada”, afirmou.

Além da Prefeitura de São Paulo e do Corinthians, o Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos também não pretende custear a construção das estruturas temporárias para que o Itaquerão receba os 10 jogos.

O governo de São Paulo ainda não se posicionou oficialmente, mas também dá sinais de que não arcará com o investimento.

Agência Trabalhista de Notícias (FM), com informações do UOLFoto: Divulgação