Chico Galindo descarta concorrer reeleição, e defende aliança do PTB-MT

PTB Notícias 10/10/2011, 11:47


A um ano das eleições municipais, o prefeito Chico Galindo (PTB) assegura que não trabalha para ser candidato à reeleição, porém defende que o PTB tenha candidatura própria ao Palácio Alencastro e garante que vai atuar fortemente para eleger seu sucessor.

“Não sou candidato a prefeito, estou focado em administrar bem Cuiabá.

Mas, pode ter certeza que vou ser o maior cabo eleitoral do meu candidato.

E e não tenho dúvida de que ganharemos a eleição”, disse, em entrevista ao MidiaNews.

Galindo acredita que sua chance de eleger o sucessor aumenta com a “nova cara” que afirma estar oferecendo para Cuiabá, o que pode ser refletido pelo aumento na capacidade própria de investimentos.

“Estamos desempenhando um trabalho honesto e sério, que gera melhorias.

Antes, não tínhamos dinheiro em caixa e compramos 70 caminhões e máquinas pesadas, compramos o Estádio do Dutrinha e desapropriamos mais de 7 milhões em áreas para obras da segunda etapa do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento).

Ainda tem o abastecimento de água tratada que, em breve, vai avançar e muito em Cuiabá”, destacou.

Alianças políticasEnquanto presidente do diretório estadual do PTB, Galindo afirma que não está descarta a possibilidade de o partido apoiar outra candidatura, desde que não seja viabilizado o projeto.

Até o momento, o presidente da Câmara de Cuiabá, Júlio Pinheiro, é o único do PTB a manifestar desejo de concorrer ao Palácio Alencastro, com o discurso de desistência de Galindo.

“O PTB é um partido que vai trabalhar pela candidatura própria.

Se nada disso se viabilizar, estamos de portas abertas para dialogar.

Podemos apoiar o Mato Grosso Muito Mais ou o PSDB, mas tudo depende de muita conversa do partido, que só vai se vislumbrar em 2012.

Não posso definir nada sozinho”, observouO Movimento Mato Grosso Muito Mais une PSB, PDT, PPS e PV, com a possibilidade de inclusão do PSDB, e planeja lançar a candidatura do empresário Mauro Mendes ou do deputado estadual Guilherme Maluf, como opção ao Palácio Alencastro.

Mesmo com o aumento na bancada de vereadores do PTB, que saltou de 2 para 5, Galindo não acredita que essa força política significa uma impulsão favorável à sua candidatura.

“Reafirmo que minhas decisões não são políticas e intempestivas.

Não sou candidato.

O PTB ampliou a bancada porque estamos fazendo um trabalho sério.

Vou tratar de política em 2012.

O meu foco, agora, é trabalhar pelo bem do povo cuiabano”, completou o prefeito.

Ivana souza – Agência Trabalhista de Notícias, com informações do portal Midia News