“Chico Galindo paquera candidatura a reeleição”, diz presidente do PTB-MT

PTB Notícias 14/03/2012, 7:32


O presidente do PTB de Cuiabá (MT), Dilemário Alencar, demonstrou na manhã de ontem, 13/03, otimismo com a possibilidade do prefeito Chico Galindo (PTB) rever sua opinião e decidir disputar a reeleição nas eleições de 2012.

Segundo Alencar, Galindo pode aceitar disputar o pleito diante de uma possível reversão no desgaste junto a população, além da pressão dos diretórios municipal e nacional para entrar na disputa.

“Já penso que o Galindo está paquerando esta possibilidade de se candidatar”, diz Alencar, em tom de otimismo ao programa Cidade Independente (Rádio Cidade FM – 94,3).

Segundo ele, a candidatura do prefeito é estratégica para o PTB.

A legenda, que possui a maior bancada de vereadores e o presidente da Câmara, vereador Júlio Pinheiro, está estruturada nas bases e uma candidatura majoritária será importante para manter o crescimento do partido.

“Temos 50 pré-candidatos a vereadores e queremos eleger seis.

Penso que, diante de nosso tamanho, não podemos ficar sem candidatura própria na capital”, assinalou.

Ao defender a candidatura de Galindo, o dirigente partidário coloca que a prefeitura de Cuiabá deve passar por uma política de continuidade de gestão para não ter projetos importantes interrompidos por questões meramente políticas.

“O PTB, com Chico Galindo, tem um projeto de continuidade para Cuiabá para quatro anos.

Com início, meio e fim”, frisou.

Dilemário explicou que no ano de 2011 a prefeitura passou por um processo de organização interna com vistas ao equilíbrio financeiro.

“Sem dinheiro não se faz nada e hoje Cuiabá tem capacidade de investimento para realizar obras importantes”, destacou.

Alencar elogiou a postura do prefeito em só lançar obras e programas com o dinheiro já na conta da prefeitura.

Como exemplo, ele citou o programa de asfaltamento “Poeira Zero” em 26 bairros, que será realizado com recursos próprios, proveniente do pagamento do IPTU (Imposto Predial, Territorial e Urbano).

“Galindo vai na contramão dos políticos e não faz festa para lançar obras sem o dinheiro estar na conta”, assinalou.

Agência Trabalhista de Notícias (LL) com informações do Portal O Documento