Collor cobra planejamento em infraestrutura e fiscalização de obras

PTB Notícias 4/07/2013, 9:11


Muito dos gargalos na infraestrutura do Brasil se deve a paralisações e atrasos de obras públicas, consequência de um planejamento deficiente, projetos mal elaborados e excessos cometidos nas fiscalizações.

A avaliação foi feita pelo presidente da Comissão de Serviços de Infraestrutura (CI) do Senado, Fernando Collor (PTB-AL), em reunião do colegiado na quarta-feira (3/7/2013).

Para o parlamentar, a gestão de empreendimentos em infraestrutura no país estaria “travada”, o que faz com que seja pequeno o número de projetos concluídos e efetivamente entregues para o benefício da população.

“No fundo, é este talvez o principal motivo da mobilização social a que estamos assistindo: a ausência de resultados satisfatórios nos serviços públicos, apesar do excesso de encargos e burocracia a que é submetida a população.

“Collor voltou a pedir mudanças nas práticas de fiscalização, de controle e auditagem dos contratos de obras, para evitar prejuízos devido a uma fiscalização com exigências e burocracia excessivas.

“Venho insistindo nesta questão e apelando para que órgãos e tribunais à frente desse processo revejam suas condutas, reavaliem seus conceitos e procurem, sempre que possível, o bom senso e a real noção dos problemas brasileiros nesse setor, a começar pelo reconhecimento das prioridades nacionais.

“O senador, no entanto, disse não ser contrário à atividade fiscalizadora, considerada por ele “necessária, imprescindível e salutar à correta gestão dos recursos públicos”.

O que diz questionar seriam os “excessos na apuração, dentro de uma ótica fora da realidade do país e, principalmente, da prática da engenharia e da construção civil”.

* Agência Trabalhista de Notícias (LL), com informações da Agência Senado