Collor defende recursos para saúde em reunião com Ideli Salvatti

PTB Notícias 8/12/2011, 14:22


A bancada do PTB no Senado Federal reuniu-se na última terça-feira, 06/12/2011, para debater assuntos de interesse partidário com a ministra das Relações Institucionais, Ideli Salvatti.

Durante a reunião, o senador Collor (PTB) defendeu mais recursos para a saúde e sugeriu que o Governo estabeleça uma projeção de aumento de gastos com o setor a fim de garantir uma atualização anual propiciando um aumento nos valores repassados pelo Governo Federal a estados e municípios.

Na avaliação de Collor, o setor necessita de uma definição de aumento no repasse das verbas de forma clara, pois, caso contrário, jamais haverá recursos suficientes para atender a demanda dos hospitais e postos de saúde espalhados pelo país.

“Se depender da equipe econômica a saúde nunca terá dinheiro”, queixou-se o senador.

A ministra Ideli Salvatti disse que não poderia levantar esse tipo de discussão no governo em virtude da contenção de gastos que vem se impondo diante da crise econômica mundial.

Para Collor, saúde é uma questão prioritária e, portanto, não pode esperar.

– Então, ministra, pelo menos leve a sugestão à presidenta Dilma Roussef em meu nome – argumentou Collor durante a reunião, recebendo o apoio dos colegas de bancada.

O Senado discute esta semana o Projeto de Lei que regulamenta a chamada emenda 29, projeto que define percentuais mínimos a serem investidos pelos entes federados na saúde.

A proposta também determina o que deve ser classificado como gasto ou investimento na saúde e vincula dinheiro para a área.

O substitutivo que veio da Câmara mudou o texto original, que obrigava a União a destinar 10% da receita bruta à saúde, mantendo a fórmula atual, que consiste na aplicação do mesmo montante do ano anterior, acrescido da variação do PIB nos dois anos anteriores.

Ivana Souza – Agência Trabalhista de Notícias, com informações da assessoria de imprensa do senador Collor