Collor diz que vai lutar por construção do polo industrial de Palmeira

PTB Notícias 23/07/2014, 9:41


O senador Fernando Collor (PTB-AL) se comprometeu, durante encontro com comerciantes da cidade de Palmeira dos Índios, na terça-feira (22/7/2014), a trabalhar em busca da construção do polo industrial da cidade.

No encontro, que teve a participação do prefeito de Palmeira, James Ribeiro (PSDB), Collor anunciou que conseguiu recursos na ordem de R$ 15 milhões para a construção de 300 residências, dentro do programa Minha Casa, Minha Vida.

As casas serão construídas na cidade de Palmeira.

De acordo com o senador, o governo federal vem trabalhando para assegurar o desenvolvimento para o Brasil, especialmente com ações diferenciadas na região nordeste.

Ele lembrou que a presidente Dilma Rousseff (PT) trouxe ganhos significativos para a área social, sem esquecer as obras estruturais.

“O polo de industrial de Palmeira vai resultar na criação direta de emprego e renda para toda a cidade e região.

Por isso, assumo publicamente o compromisso de lutar em Brasília na consolidação deste grande empreendimento.

A cidade de Palmeira dos Índios sempre se destacou pela capacidade produtiva e agora não pode ser diferente”, disse Collor.

Ainda no encontro com os representantes, o senador ouviu as principais queixas do setor econômico local.

Ele sugeriu que o próximo governador de Alagoas apresente caminhos que resultem numa maior competitividade, com a elaboração de políticas de incentivos fiscais para os pequenos comerciantes.

“A bancada federal de Alagoas vem trabalhando com esse objetivo.

Na semana passada, o Senado aprovou a abrangência do Supersimples para diversos profissionais liberais.

É necessário que medidas como essa sejam fortalecidas diariamente por todos”, reforçou.

Aula inaugural de medicinaApós passar todo o dia na cidade Palmeira dos Índios, Collor participou no começo da noite, em Maceió, da aula inaugural do curso de medicina do Cesmac.

O reitor da instituição, João Sampaio, agradeceu publicamente o empenho do senador nas tratativas que tinham com objetivo a autorização do curso por parte do Ministério da Educação.

“Obrigado Collor pelo incansável trabalho de lutar em Brasília pela autorização do curso de medicina.

São 40 anos de uma instituição que sempre teve a preocupação com o social e, desta vez, não é diferente”, disse Sampaio.

Agência Trabalhista de Notícias (LL), com informações do portal Tribuna Hoje Foto: Divulgação/Assessoria