Collor lidera debate sobre energias renováveis, “solução para o Brasil”

PTB Notícias 31/03/2013, 11:28


Pesquisadores que participaram, na última quarta-feira (27/03/2013), de audiência pública na Comissão de Infraestrutura do Senado, afirmam que a busca de energias renováveis é a solução para os problemas de fornecimento de energia no Brasil.

O debate faz parte de um ciclo de palestras sobre Energia e Desenvolvimento, programados pelo presidente da Comissão, senador Fernando Collor, do PTB de Alagoas.

O professor Sergio Bajay, da Unicamp, disse que um dos problemas do país é que não estão sendo construídas usinas hidrelétricas com reservatórios para regularização dos níveis de água, o que provoca uma queda de eficiência no uso de recursos hídricos.

Para ele, isso força a opção por termelétricas para o suprimento de energia, gerando elevados custos operacionais e ambientais.

“Se o Brasil quiser para o futuro apostar novamente nessa vertente de usinas termelétricas a carvão mineral vamos ter que apostar em novas tecnologia porque usinas como as que estão instaladas no Brasil usando tecnologias convencionais ou maduras o rendimento delas varia de 33 a 35%, rendimento considerado baixo”, afirmou.

Sergio Bajay considera o gás natural uma opção mais econômica, e acha importante investir em bioenergia e energia eólica.

Ele destacou que todas as formas de energia demandam decisões estratégicas e investimentos em tecnologia.

Já o professor da Universidade de São Paulo, Joaquim Francisco de Carvalho afirmou que a energia nuclear é indispensável para muitos países, mas não para o Brasil.

O importante, segundo ele, é investir em fontes renováveis: “Um dia vai acabar reserva de urânio, petróleo e tudo, me parece que a procura por fontes renováveis é o caminho do futuro.

É melhor adaptar as tecnologias de utilização de energia desde já gradativamente a usar a energia de modo mais racional”.

O presidente da Comissão de Infraestrutura, senador Fernando Collor, ressaltou, ao final da audiência, que é preciso desatar o que chamou de nó logístico no país “Isso que a Comissão de Serviços de Infraestrutura está tratando de discutir e levar as suas conclusões ao governo federal para que ele dessas informações possa se valer para equacionarmos os gargalos que existem hoje na nossa infraestrutura”, destacou o senador petebista.

Agência Trabalhista de Notícias (ELM), com informações da Rádio Senado