Collor se reúne com ministro da Saúde, que vai receber médicos alagoanos

PTB Notícias 14/03/2013, 17:07


Durante mais de uma hora, o senador Fernando Collor (PTB-AL) manteve audiência com o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, em Brasília, para discutir o quadro caótico da saúde em Alagoas e a ausência de diálogo entre o governador Teotonio Vilela e os médicos que atuam no setor público estadual.

Das mãos de Collor, Padilha recebeu um dossiê explicativo acerca da situação em que se encontram as unidades hospitalares sob responsabilidade do governo, a partir do Hospital Geral do Estado.

“O ministro ficou estarrecido com o que viu.

Ele se comprometeu em receber uma representação de médicos do Sindicato da categoria já no começo da próxima semana e buscar medidas emergenciais para ajudar a normalizar o atendimento à população”, informou Collor.

A audiência com o ministro é resultado do compromisso firmado pelo senador no Sindicato dos Médicos, na semana passada, quando esteve numa assembleia realizada na sede da entidade representativa da categoria, situada no Trapiche da Barra, a convite do presidente Wellington Galvão.

Na oportunidade, Fernando Collor recebeu um dossiê detalhado sobre a saúde estadual.

“Os relatos que vi de cirurgiões do HGE e de médicas que atuam na Maternidade Santa Mônica deveriam envergonhar qualquer governador de Estado que tem responsabilidade com a saúde pública”, disse o senador.

Ao elogiar a presteza do ministro de receber os médicos, “que estão com salários achatados e sem condições dignas de trabalho nas unidades de saúde”, Collor reafirmou o desafio que já havia feito ao governador.

“Eu desafio ele a visitar o HGE, a Santa Mônica e o Sindicato dos Médicos.

Mas vá sem mandar grupo precursor.

Vá depressa, porque a saúde está na UTI e sem direito a respirador.

Saia da casa grande, tenha humildade e dialogue com esses profissionais que salvam vidas e merecem apoio”.

O Sindicato dos Médicos realiza nova assembleia nessa segunda-feira e a audiência poderá ocorrer na terça ou quarta-feira.

Agência Trabalhista de Notícias (FM), com informações do Gazetaweb.

comFoto: Divulgação