Com participação de lideranças do partido, Pedro Chaves é eleito presidente nacional da Juventude do PTB

Felipe Menezes 14/08/2019, 18:14


Imagem Crédito: Mário Agra/PTB Nacional

Em convenção marcada por entusiasmo e disposição em fomentar jovens lideranças para concorrer às eleições municipais de 2020 para aumentar a representatividade do partido e, principalmente, ajudar a construir um novo Brasil, Pedro Igor Chaves foi eleito nesta quarta-feira (14) para um mandato de quatro anos à frente da Juventude do PTB. Além de escolher o novo presidente, os representantes estaduais da JPTB também definiram a nova Executiva Nacional do movimento.

O encontro foi realizado no Hotel Nacional, em Brasília, e contou com a participação do presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson; do deputado federal Maurício Dziedricki (RS); dos deputados estaduais Rodrigo Valadares (SE) e Romero Sales Filho (PE); do secretário de Comunicação, Honésio Ferreira; do primeiro-secretário-geral, Norberto Martins; da presidente nacional do PTB Mulher, Graciela Nienov; e do presidente da Fundação Ivete Vargas (FIV), Chico Galindo. Participou ainda o deputado estadual Antônio Andrade, presidente da Assembleia Legislativa de Tocantins e novo presidente estadual do PTB.

Natural de Porto Alegre (RS), Pedro Igor Chaves tem 26 anos e cursa Gestão Pública na Universidade Luterana do Brasil (Ulbra). Filiou-se ao PTB aos 14 de anos de idade e, na JPTB gaúcha, já exerceu os cargos de presidente de Porto Alegre (2013-2018) e de vice-presidente estadual (2017-2018). No ano passado, tornou-se secretário-geral nacional. Em março deste ano, com a renúncia de Alan Leal, foi nomeado por Roberto Jefferson para ocupar a Presidência Nacional da JPTB. Nesta quarta-feira (14), foi eleito pelos colegas do movimento.

Ao agradecer à Direção Nacional, em especial o presidente Roberto Jefferson, e aos jovens companheiros pela confiança depositada em seu trabalho e em sua experiência como líder da juventude, Pedro Chaves afirmou que a palavra que marcará sua gestão será união. Destacou também o compromisso do movimento na expansão do PTB como agremiação partidária em prol de um Brasil verdadeiramente soberano, com mais oportunidades e bem-estar aos cidadãos.

“É um momento muito especial. Essa convenção é mais um marco da nossa história de lutas e de compromisso com o fortalecimento do PTB e com as transformações que o país tanto necessita, com as mudanças na vida dos brasileiros que mais precisam. Esse é o nosso compromisso. Saímos dessa convenção com as energias renovadas e com muita disposição para realizar um ótimo trabalho em nossas bases”, concluiu.

Presente e futuro

Ao destacar a trajetória de vida e política e a lealdade e o comprometimento de Pedro Chaves com as bandeiras da legenda, o presidente Roberto Jefferson enfatizou que a eleição dele para o comando da JPTB engrandece o partido. Na ocasião, Jefferson afirmou que os movimentos (PTB Mulher e JPTB) não são somente os braços do PTB, mas também “as pernas, porque caminham; e os ouvidos e os olhos, porque veem o que acontece na sociedade brasileira”.

“Nós – eu, Chico e Antônio Andrade – somos o passado e o presente do PTB. Já vocês, da Juventude, são o presente e o futuro”, declarou. “O PTB está imortalizado porque vocês existem e amam o partido. E a partir do momento que chegar a nossa bandeira quadriculada na linha de chegada da competição da vida, vocês vão nos substituir nessa corrida por manter vivo o PTB, a memória, as suas conquistas, as suas lutas e a sua tradição”, acrescentou.

Time do 14

Ainda em seu discurso na convenção, Roberto Jefferson ressaltou a importância de o PTB colocar o time em campo para jogar as eleições municipais de 2020. Ao frisar a necessidade de o PTB “buscar seu próprio espaço”, o presidente disse que uma das grandes saídas da legenda no pleito do ano que vem será lançar candidatos a prefeito em todos os municípios.

“Time que não joga não tem torcida. Só tem torcida quem entra em campo para jogar. E eu penso que, ao longo desses anos, o PTB apostou muito em bancadas estaduais, federais e de vereadores, e nós pouco disputamos os espaços de poder para o Executivo. É hora de fazermos nossas nominatas e de colocar a nossa cara no rádio e na televisão com o carimbo do PTB: o 14. Temos que fazer o 14, porque ajuda a formar legenda, a eleger. Temos que deixar a nossa marca”, salientou.

Roberto Jefferson comentou que, diante do resultado das eleições gerais de 2018, a Direção Nacional do PTB está reconstruindo a legenda, com o apoio das lideranças nacionais e estaduais. Na ocasião, afirmou que espera contar com Pedro Chaves e com a juventude para fortalecer a representatividade do PTB, pois, segundo o presidente, o “movimento jovem inspira o partido a crescer”.

“Estamos crescendo, voltando à nossa atividade e a ter o tamanho que tínhamos. Vamos nos preparar para elegermos muitos vereadores e prefeitos em 2020, para que, em 2022, possamos fazer 25, 30 deputados federais e, pelo menos, 50 estaduais”, disse.