Conheça melhor os petebistas – Deputado Campos Machado (PTB/SP)

PTB Notícias 30/07/2007, 16:37


Natural de Cerqueira César, no interior paulista, e advogado criminalista formado pela USP, o deputado Campos Machado tem marcado sua atuação pela coerência e respeito aos ideais que sempre nortearam sua história de vida.

Líder estadual e vice-presidente nacional do PTB, ingressou na política há 18 anos, pelas mãos de Jânio Quadros que, nos últimos anos de vida, fez dele seu advogado particular e membro de seu círculo mais restrito de amigos.

Desde cedo, o princípio da autoridade, a preocupação com a ordem e a bandeira da honestidade, características primordiais do ideal janista, contagiaram o então jovem político.

E esse conjunto de valores, aliado à marca da lealdade presente em todas suas iniciativas, compôs a base de uma invejável carreira política, que teve início em 1990, quando se candidatou pela primeira vez a uma cadeira na Assembléia Legislativa de São Paulo.

De lá para cá, Campos Machado assumiu a condição de uma das maiores lideranças políticas do Estado e, sem dúvida, a mais atuante do PTB paulista.

Sua coerência e a amizade que o une ao ex-governador Geraldo Alckminn, classificada por ele como quase umbilical, foram decisivas para inúmeras conquistas de que o povo paulista desfruta.

E sua obstinada luta pela reestruturação do partido lhe permite, hoje, colher os frutos dessa autêntica cruzada partidária: em visitas periódicas aos 645 municípios paulistas e nos encontros regionais que promove, que só em 2005 reuniram mais de 100 mil petebistas, vê reconhecidos seus esforços para fazer do PTB um partido na linha de frente da luta por um Brasil mais justo.

De Getúlio Vargas, o deputado Campos Machado sempre admirou a determinação e a coerência do homem público capaz de colocar os interesses da nação acima de vaidades pessoais ou acordos transitórios.

Sua atuação em defesa dos trabalhadores brasileiros, que nos legou um ousado conjunto de leis trabalhistas, em vigor até hoje, é considerada pelo líder petebista como “a mais cabal demonstração de que a política, acima de tudo, exige coragem, senso de justiça, capacidade de renúncia e noção de que a História acabará sempre restabelecendo a verdade”.

Já de Jânio Quadros, que fez nascer nele a paixão pela política, Campos Machado herdou a obstinação pelo restabelecimento dos princípios da autoridade, da ordem e da honestidade.

Mesmo sabendo que muitas vezes isso tem lhe custado duros ataques dos amantes da anarquia, ele prefere não embarcar na cômoda canoa das soluções demagógicas e inconsistentes: “As crises devem ser tratadas com energia e o Poder deve ser exercido plenamente, doa a quem doer.

O povo precisa saber que tem liderança e, mais do que isso, poder confiar nela”.

E, por fim, com Mário Covas, de quem sempre esteve próximo por força de coligações partidárias, Campos Machado aprendeu que coragem é uma palavra indispensável para a prática correta da administração pública.

Quando o que está em jogo é o bem estar da população, ele acredita que não se deve questionar se as medidas necessárias irão contrariar esse ou aquele interesse: “Estabeleça como meta aquilo que todos sabem ser o correto e que vai beneficiar a maioria.

E vá em frente, mesmo que o preço a ser pago inclua inimizades, incompreensões e injustiças”.

CARREIRA:1990 – Eleito Deputado Estadual, com mais de 30 mil votos; 1994 – Reeleito Deputado Estadual, com a expressiva marca de 80 mil votos, a maior entre os candidatos do partido na Capital, quando empolgou o eleitorado com o slogan “A Esperança não pode morrer”; 1996 – Candidato à Prefeitura de São Paulo pela Coligação SP Esperança, reunindo o PTB, o PSD e o PAN; 1998 – Reeleito Deputado Estadual, com cerca de 91 mil votos; 2000 – Candidato a Vice-Prefeito de São Paulo, na chapa da Coligação PTB/PSDB, encabeçada por Geraldo Alckminn; 2002 – Reeleito Deputado Estadual pela quarta vez consecutiva, com 145 mil e 630 votos, sendo o deputado mais votado em todo o país, entre todos os estaduais e federais da Coligação da Frente Trabalhista (PTB/PDT/PPS); * Líder da Bancada do PTB há 16 anos consecutivos, um fato único em toda a história da Assembléia Legislativa paulista.

Membro da Executiva Nacional do PTB, na condição de Secretário-Geral.

Agência Trabalhista de Notícias