Convenção Nacional do PTB aprova por aclamação candidatura de Roberto Jefferson à Presidência da República

PTB Notícias 1/08/2022, 17:25


Imagem

Petebistas de todo o Brasil, reunidos em Convenção Nacional, aprovaram nesta segunda-feira (1º/08), por aclamação, a candidatura do presidente de honra do partido, Roberto Jefferson, à Presidência da República. Roberto Jefferson não pôde comparecer ao evento por sua condição de preso político, mas enviou um vídeo que foi exibido aos convencionais. O presidente de honra do PTB não tem acesso às redes sociais por decisão do STF e está proibido de conceder entrevistas sem autorização judicial, por isso não discursou na Convenção.

No vídeo, Roberto Jefferson justificou sua candidatura como uma forma de “somar forças” na defesa dos credos e valores defendidos pelo Presidente Bolsonaro e pelos conservadores. “Nossa luta é contra os ricaços da nova ordem mundial. Será a luta da liberdade contra a escravidão”, afirmou. “O PTB é um partido de coragem. Não reverenciamos opressores fascistas, jamais nos renderemos. Proteger os famintos é parte de nossa causa e de nosso destino”, disse Jefferson.

Em outro momento do vídeo exibido na Convenção, Roberto Jefferson afirmou que a candidatura dele não se opõe à do presidente Jair Bolsonaro, mas, sim, busca o voto de quem afirma se abster de escolher um candidato e preenche alguns nichos de opções ao eleitorado direitista. No vído, Jefferson acrescenta que o presidente Bolsonaro se candidata à reeleição praticamente sozinho, enquanto a esquerda se apresenta com vários postulantes.

“Agora, em 2022, Bolsonaro se candidata à reeleição sozinho, contra tudo e contra todos, enquanto a esquerda se apresenta como um polvo com vários tentáculos na forma de múltiplas candidaturas, preenchendo todos os nichos possíveis desse eleitorado. Essa estratégia tem dado certo para a esquerda no mundo todo. O candidato de direita é desconstruído pela ação intensa dos candidatos da oposição que se alternam em ataques e eles e reunificam os eleitores desgarrados do seu bloco esquerdista. O candidato de direita tem seu eleitorado inibido. Não se reconecta com os descontentes, os famosos isentões, e gera uma gigantesca abstenção que termina por eleger um candidato de esquerda pela minoria do eleitorado. É uma luta injusta. Um leão solitário contra uma alcateia de hienas”, disse o Presidente de Honra do PTB.

Para ilustrar sua argumentação sobre a estratégia da esquerda de apresentar diversos candidatos, Roberto Jefferson citou as últimas eleições presidenciais na Argentina, Chile, Colômbia e França. Segundo Jefferson, esses são alguns exemplos recentes de vitórias eleitorais da esquerda que repetiram esse modelo de fragmentação de candidaturas de viés esquerdista.

“A esquerda perdeu de muito para a abstenção. Perdeu de muito, mas elegeu seus nomes pela minoria da população. A direita não foi votar e a esquerda ganhou. Esse jogo visa desestimular os eleitores da direita a votar. Pela abstenção a minoria de esquerda assalta o poder. Temos que derrotar essa artimanha”, disse. “O jogo contra a direita no mundo afora é muito bruto. Quem defende os valores sagrados: Deus, pátria, família, vida e liberdade, sofre perseguições de todo um poderosíssimo sistema”, completou.

Roberto Jefferson ratificou no vídeo que a sua candidatura não surge para se opor à do presidente Jair Bolsonaro, mas sim para confrontar e reverter a abstenção que acaba por favorecer o principal candidato da esquerda.

“O PTB tem que ter candidato. Temos que participar desse processo. Ofereço meu nome, Roberto Jefferson, para disputar a eleição presidencial. Não quero inibir ninguém que deseja disputar a indicação”, completou o presidente de honra do partido.

Clique aqui para ler a carta de Roberto Jefferson enviada aos convencionais do PTB.