Covid-19: Busato convoca reunião sobre a segurança da população de Canoas

Agência Trabalhista de Notícias 6/05/2020, 8:14


Imagem Crédito: Vinicius Thormann/PMC

Visando a segurança da população e a prevenção ao crescente número de casos da Covid-19 no país, a Prefeitura de Canoas (RS) convocou uma reunião extraordinária na segunda-feira (4) com representantes das secretarias municipais de Desenvolvimento Econômico (SMDE), Saúde (SMS), Meio Ambiente (SMMA), Relações Institucionais e Comunicação (SMRIC), Transportes e Mobilidade (SMTM) e Segurança Pública e Cidadania (SMSPC). O encontro ocorreu no Gabinete de Gestão Integrada Municipal (GGIM), onde estratégias de fiscalização sobre o cumprimento do decreto 115 foram alinhadas. O documento, publicado no feriado de 1º de maio, permite a retomada gradual do comércio e da indústria na cidade desde que sejam seguidas as normas de segurança e higienização.

O prefeito Luiz Carlos Busato (PTB) ressaltou que a maioria expressiva dos canoenses tem sido responsável ao utilizar máscaras e evitar a proliferação do coronavírus. Exemplos de solidariedade podem ser visualizados facilmente nos bairros, nos supermercados e no transporte coletivo e individual, como táxis e serviços de aplicativo. A conscientização, segundo Busato, é fundamental para evitar o colapso do sistema de saúde enquanto os quatro hospitais de campanha com 932 leitos exclusivos ao tratamento de pacientes com a doença são finalizados.

Conforme o secretário de Desenvolvimento Econômico, Alexandre Bittencourt, a prefeitura intensificou a fiscalização em toda cidade, mas para evitar o avanço do vírus é preciso o apoio dos comerciantes e da população. “Ações de segurança e higiene são importantes para o enfrentamento ao coronavírus. Se todos tiverem essa consciência, vamos conseguir estancar o avanço do vírus, manter o comércio funcionando e salvar o maior número de vidas”, diz o secretário.

O objetivo do governo municipal é fazer com que haja equilíbrio entre a preservação da saúde dos canoenses e o funcionamento das atividades econômicas que, por mais de quarenta dias, estiveram suspensas em decorrência do coronavírus. Dentre as exigências decretadas, estão a limpeza das superfícies de toque como mesas, equipamentos, cardápios, teclados, etc. antes e após o uso; disposição, em local de fácil acesso, de álcool em gel 70%; facilitação de correntes de ar com janelas abertas; limite de ocupação de no máximo 50% do que é definido no PPCI; e o monitoramento dos empregados, que devem utilizar durante a jornada de trabalho equipamentos de proteção individual (EPIs). Além disso, os clientes também deverão se adequar às regras para poder ingressar em qualquer tipo de comércio, usando máscaras ou protetor facial ininterruptamente quando não estiverem ingerindo alimentos, bebidas ou medicamentos e se submetendo à medida de temperatura. Todas as normas estão disponíveis no site da Prefeitura.

“O nosso esforço sempre foi e continua sendo para voltar com responsabilidade e respeito. O que não significa que a batalha contra o coronavírus terminou. Temos um longo caminho pela frente e precisamos da mobilização de todos. Portanto, faça a sua parte, ao sair, use máscara! Se puder, fique em casa!”, concluiu o prefeito.

Com informações da Prefeitura de Canoas