CPI da Enel: Henrique Arantes anuncia que vai ouvir depoimento do presidente da empresa

PTB Notícias 10/04/2019, 10:15


Imagem Crédito: Sérgio Rocha/Alego

Presidente da CPI que investiga supostas irregularidades no contrato de privatização da Enel, o deputado estadual Henrique Arantes (PTB-GO) anunciou na terça-feira (9) ter recebido a maior parte da documentação requisitada pela comissão à Junta Comercial do Estado de Goiás (Juceg), ao Procon Estadual e à Enel Distribuição Goiás.

A Juceg enviou informações sobre o contrato social da Enel, o Procon sobre a quantidade de reclamações recebidas de consumidores contra a companhia por má prestação de serviço e a empresa energética encaminhou documentos complementares sobre investimentos e plano de atuação no Estado.

De acordo com o petebista, a documentação já começou a ser avaliada. “Os técnicos do TCE e do TCM, que estão à disposição da CPI, já estão dissecando essa documentação, junto com a Procuradoria da Assembleia, e agora a partir das informações que conseguirmos extrair vamos marcar as novas deliberações da CPI”, revelou.

Henrique Arantes acrescentou que a comissão entra agora em uma nova fase. “Nós tínhamos suspeitas. A partir de agora, com a documentação entregue e avaliada, nós vamos saber o que de fato há de erro e o que de fato era falácia, para podermos focar no que é principal e chegar num consenso para que a Enel invista no Estado”, destacou.

Após ser concluída a análise da documentação, o que deve ocorrer ainda esta semana, a CPI vai retomar os depoimentos. O primeiro a ser ouvido pela comissão, no dia 21 de março, foi o diretor de Relações Institucionais da Enel, Humberto Eustáquio Correia.

De acordo com Henrique Arantes, o próximo a prestar depoimento deve ser o presidente da companhia em Goiás, Abel Rochinha. “Ele precisa esclarecer muitas dúvidas dos membros da CPI. Possivelmente devemos convocá-lo na quinta-feira da semana que vem”, revelou.

Com informações da Assembleia Legislativa de Goiás