Cristiane Brasil prestigia lançamento da campanha Mulher na Política

PTB Notícias 19/03/2014, 19:47


A presidente nacional do PTB Mulher, Cristiane Brasil, representou as mulheres petebistas de todo o Brasil no lançamento de uma campanha de incentivo à maior participação feminina na política.

A campanha foi lançada durante sessão solene do Congresso Nacional, nesta quarta-feira (19/03/2014), em parceria do Parlamento com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Emissoras de rádio e TV de todo o país começarão a veicular nos próximos dias um convite às mulheres para que se façam mais presentes nos espaços de poder, concorrendo a cargos eletivos.

Para Cristiane Brasil, a democracia brasileira jamais será aperfeiçoada se não for garantida a igualdade de representação, uma luta que, para ela, deveria ser encampada não apenas pelas mulheres, mas também pelos homens.

A presidente do PTB Mulher disse serem inaceitáveis, na sociedade de hoje, números apresentados na sessão, como o que mostra que de cada dez pessoas que ocupam cargos eletivos no Brasil, nove são homens.

Essa média faz com que o país tenha um dos piores índices de participação de mulheres nos poderes Legislativo e Executivo.

“As mulheres têm papel fundamental no desenvolvimento econômico e social brasileiro, até porque elas são as maiores beneficiadas pelos programas sociais do governo federal, e já chefiam 40% das famílias do País.

Infelizmente, o protagonismo da mulher na vida cotidiana não se traduz na representação feminina nos parlamentos e em postos de destaque da administração pública.

Ocupamos apenas a 156ª posição em relação à representação da mulher no poder Legislativo, isso em um total de 193 países, o que é uma vergonha para o Brasil.

Esse índice é incompatível com a grandeza do nosso país, e jamais alcançaremos patamares mais elevados de progresso enquanto vivermos esta triste realidade”, afirmou.

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral, ministro Marco Aurélio Mello, que discursou na sessão, também deu números da sub-representatividade da mulher na política brasileira.

O ministro afirmou que as mulheres ocupam 12% das vagas nas Câmaras Municipais e no Senado, 10% nas Assembleias Legislativas, 8% na Câmara dos Deputados e 7% nos governos estaduais.

Marco Aurélio comunicou no Plenário do Congresso que o Ministério Público vai investigar fraudes envolvendo a Lei de Cotas, que obriga os partidos a reservarem 30% das vagas para as mulheres.

“Ocorre que nesse filtro que é a convenção para a escolha dos candidatos, se escolhem candidatos que não vão figurar.

Se escolhem verdadeiras laranjas que apenas constam para atender à Lei.

Que o Ministério Público esteja atento”, disse o ministro.

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), disse esperar, na solenidade, que a campanha tenha efeito nestas eleições.

“É importante que esta eleição seja uma eleição diferente com relação à questão do gênero, na participação das mulheres na política.

No Brasil, de cada 10 mandatos, 9 são ocupados por homens.

E essa realidade precisa mudar e precisa mudar já nas eleições de 2014″, afirmou Renan.

Agência Trabalhista de Notícias (EM)