Cristiane Brasil pretende melhorar transporte público para idosos no Rio

PTB Notícias 19/10/2015, 17:47


A presidente nacional do PTB e vice-presidente da Frente Parlamentar Mista do Envelhecimento Ativo, deputada Cristiane Brasil (RJ), vai levar ao Rio de Janeiro um projeto-piloto que deverá proporcionar mais conforto aos idosos, com melhorias focadas no transporte público, por exemplo.

A informação foi divulgada pela trabalhista após o Seminário Internacional Cidade Amiga do Idoso, realizado no Congresso Nacional pela frente parlamentar.

O objetivo foi discutir e divulgar estratégias relacionadas às mudanças necessárias para tornar as cidades mais acessíveis à terceira idade.

Uma cidade amiga do idoso adapta suas estruturas e serviços para que estes sejam acessíveis e promovam a inclusão de pessoas da terceira idade em diversas áreas.

O evento contou com a participação das palestrantes do Canadá, Louise Ploiffe e Suzanne Garon; e da Alemanha, Ina Volecker.

Cristiane Brasil ressaltou que a realização do seminário no Congresso Nacional, com pessoas qualificadas falando sobre os idosos, teve o intuito de mostrar aos parlamentares a importância do tema.

“Essas pesquisadoras da ONU [Organização das Nações Unidas] estão realizando estudos de vanguarda no mundo inteiro, monitorando e avaliando os processos.

A Suzanne Garon, por exemplo, é uma das maiores especialistas no planejamento e execução de projetos para que as cidades se tornem amistosas não só para idosos, mas para todas as idades”, destacou a parlamentar.

A presidente do PTB destacou, também, que políticas públicas preventivas são essenciais para o bem-estar dos idosos, por permitirem a expansão da capacidade funcional, da autonomia, e da independência dos idosos por muito mais anos.

“E o que são políticas preventivas? Por exemplo, na Secretaria do Envelhecimento Saudável e Qualidade de Vida da Prefeitura do Rio de Janeiro, desenvolvemos projetos para estimular os idosos a fazer atividade física regular, para ensinar coisas novas para eles, como artesanato, para que pudessem aumentar a sua renda”, citou Cristiane Brasil.

A trabalhista também lembrou os projetos realizados para ensinar os idosos a cantar e a dançar.

“Tudo focado na movimentação do corpo, porque o corpo precisa se movimentar para produzir energia.

É preciso também ter uma boa alimentação e, se a gente começa mais cedo com os idosos, a gente vê os resultados depois, no que se chama informalmente de quarta idade, a partir dos 75 anos, 80 anos.

Assim gente os vê com melhor qualidade de vida no fim da vida”, disse.

Agência Trabalhista de Notícias (FM), com informações da assessoria da Liderança do PTB na Câmara dos DeputadosFoto: João Ricardo/Liderança do PTB na Câmara