Cristiane destaca evento para discutir participação da mulher na política

PTB Notícias 5/12/2013, 15:38


A presidente nacional do PTB Mulher, Cristiane Brasil, destacou, nesta quarta-feira (4/12/2013), a importância da realização do Fórum Global de Mulheres Parlamentares, em Bruxelas, na semana passada.

O encontro, que reuniu parlamentares, ganhadores do Prêmio Nobel, chefes de Governo, ministros, acadêmicos e representantes da sociedade civil, teve como objetivo debater temas debatidos como a reformulação da sociedade por meio da liderança feminina; o trabalho em conjunto na luta contra a corrupção; o uso da tecnologia e a participação política das mulheres; além de um debate acerca do relatório global sobre desigualdade de gênero, organizado pelo Fórum Econômico Mundial.

Para Cristiane Brasil, o Fórum representou uma ocasião única para inserir na agenda global os assuntos de interesse da mulher.

A presidente do PTB Mulher lembrou que o evento teve painéis onde foram discutidos temas como a remodelação da sociedade através da liderança feminina, o poder feminino para a paz, a segurança e a integridade da mulher no mundo, e o impacto da eleição de mulheres eleitas para parlamentos.

“O estímulo à maior participação política das mulheres, assim como a luta pelo fim da violência de gênero, foram os pontos principais deste Fórum Global.

Nós, mulheres, precisamos de mais eventos como este, em que os homens se unem à mulher na busca da igualdade, sobretudo na política, onde os índices de participação feminina são inaceitáveis.

E além da formação de mulheres, precisamos estimular o surgimento de lideranças femininas da juventude, para que elas sirvam de exemplo a outras jovens.

Somente teremos voz e vez quando igualarmos, numericamente, a representação masculina, e também quando conseguirmos garantir a maior participação das mulheres na direção dos órgãos políticos e empresariais.

E somente conseguiremos acabar com os maus tratos e a violência contra as mulheres se nós consolidarmos o acesso delas à política e aos postos de comando.

Desta forma, lideraremos a construção de um mundo onde a mulher não será subjugada nem agredida apenas por ser mulher”, afirmou Cristiane.

Agência Trabalhista de Notícias (Eduardo Ladeira)Foto: J.

R Neto