Daniel Silveira afirma que não deixará de participar dos trabalhos da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara

PTB Notícias 4/05/2022, 7:32


Imagem

O deputado federal Daniel Silveira, do PTB do Rio de Janeiro, disse não ver motivo para deixar de participar dos trabalhos da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara como indicado do partido. O deputado foi indicado pela Liderança do PTB na Câmara para ser titular na CCJ, além de ter sido eleito vice-presidente da Comissão de Segurança.

“Não vejo motivo para deixar a CCJ ou o porquê de haver cenas e matérias defendendo isso”, disse, ao ser questionado sobre informações de que ele poderia deixar a comissão. “Sou tecnicamente preparado para a CCJ, enquanto alguns não sabem o que estão fazendo ali, inclusive alguns da oposição”, disse o parlamentar. “Não tenho a intenção de sair, a não ser que fosse por algo que trouxesse em troca, em acordo para entregar a sociedade alguma coisa que seja de fato positiva, podemos negociar, mas eu não tenho a intenção de sair”, ressaltou.

Líder do PTB, o deputado Paulo Bengtson defendeu a permanência de Daniel Silveira na CCJ. “Não existe nenhuma pressão da Casa para a retirada do mesmo. Obviamente, isso causou frustração de alguns que queriam estar no cargo dele, mas ele responde a todas as prerrogativas que permitem ocupar a posição”, afirmou o Líder do partido.

Paulo Bengtson, em conversa com a imprensa, também negou que a indicação de Daniel Silveira para a CCJ seja uma afronta ao Supremo. “O momento talvez possa parecer, mas não é”, defendeu. O regimento interno da Câmara prevê que é prerrogativa do líder partidário “indicar à mesa os membros da bancada para compor as comissões e, a qualquer tempo, substituí-los”.

A CCJ é a comissão mais importante da Câmara, pela qual as matérias precisam passar para ter sua constitucionalidade avaliada. Ela também tem autonomia para aprovar projetos em caráter terminativo, sem a necessidade de passarem pelo plenário.