Danrlei de Deus Hinterholz promete apoiar campo base em Caxias do Sul

PTB Notícias 11/04/2011, 7:21


Ex-goleiro do Grêmio, onde conquistou títulos como Copa do Brasil, Campeonato Brasileiro e Copa Libertadores, o Deputado Danrlei de Deus Hinterholz (PTB) tem trajetória atrelada ao futebol.

Tanto que o nome utilizado na urna eletrônica em 2010 foi Danrlei de Deus Goleiro.

O resultado foi positivo: 173.

787 fizeram com ele fosse eleito o quarto deputado federal mais votado no Estado.

A última vez que tinha visitado Caxias como jogador foi em 8 de fevereiro de 2009, quando jogava pelo Brasil de Pelotas.

Na ocasião, o último time em sua carreira profissional perdeu para o Caxias por 2 a 1.

Na última segunda-feira, ele esteve na cidade novamente, dessa vez para compromissos políticos.

Mas sem conseguir se separar do esporte que o projetou, a agenda teve visitas aos estádios Centenário, do Caxias, e Alfredo Jaconi, do Juventude.

Sétimo colocado entre os deputados federais em Caxias, com 5.

116 votos, ele diz que a votação na Serra só perde para a Região Metropolitana.

Por isso, afirma o ex-goleiro, quer contribuir na defesa dos interesses da região.

A seguir, trechos da entrevista de Danrlei ao Pioneiro.

Pioneiro: As atividades de deputado federal e goleiro têm alguma semelhança? Danrlei de Deus Hinterholz: Na verdade, eu continuo fazendo o que sempre quis, lutar para conseguir as coisas.

Antes eu lutava por metade ou uma parte do Estado dentro de campo.

Hoje eu posso fazer, não só por Porto Alegre, não só pelo Grêmio, mas posso fazer para o pessoal de Caxias do Sul, do Caxias, do Juventude, por todos os gaúchos.

O motivo que me fez ir para a política foi esse, de ajudar.

Temos também a oportunidade de ser um dos defensores da Copa (do Mundo de 2014) aqui no Estado, de trazer as melhores seleções para cá.

E pode ter certeza que Caxias, nesse sentido, é a principal cidade, depois de Porto Alegre, que pode comportar uma seleção.

Pioneiro: O senhor percebeu algum preconceito no Congresso pelo fato de ser um ex-jogador que seguiu para a política? Danrlei: Bem pelo contrário.

Fui muito bem recebido por todos.

Todos estão apoiando e ajudando de alguma forma.

Até porque o que se leva em consideração é o voto, a vontade popular.

Pioneiro: O goleiro Danrlei era conhecido por ser polêmico dentro de campo, mas parece tranquilo no início do mandato.

O senhor pretende continuar assim? Danrlei: É só não mexer nos meus calos.

E o meu calo agora é todo o Estado.

Pioneiro: Qual a intenção dessa visita a Caxias? Danrlei: Eu sendo da Comissão de Turismo e Desporto tinha essa ideia de vir a Caxias.

Tinha outros compromissos na cidade e aproveitei para dar uma olhada nos estádios, para saber como estão, já que Caxias quer ser uma das cidades para centro de treinamento.

Estando aqui, conhecendo melhor a estrutura dos clubes, tenho mais subsídios para ser mais uma das pessoas a lutar por essa possibilidade de que Caxias se torne um campo base para a Copa do Mundo.

Pioneiro: A situação dos estádios está diferente da época como jogador? Danrlei: Os estádios estão diferentes.

Eles estão bem estruturados, dão uma ótima condição ao atleta, dentro e fora de campo.

E para o torcedor também está muito bom.

O espetáculo fica melhor, tanto para quem assiste no estádio quanto para quem joga.

São gramados de qualidade como os do (Estádio) Olímpico (do Grêmio) e na Europa.

Pioneiro: O senhor pretende concentrar a atividade parlamentar no esporte? Danrlei: Não podemos deixar nunca de falar que a Copa do Mundo é importantíssima para o país inteiro.

Para nós gaúchos também.

O que ela vai deixar de legado é muito importante para o Brasil.

E estou na luta porque quero que venha o máximo de coisas possíveis para o nosso Estado.

Acredito também na inclusão social pelo esporte.

A educação e a saúde têm que andar junto com o esporte, não só o futebol nesse caso.

O esporte é uma forma de prevenção de doenças.

É uma forma de colocar a criança dentro da escola.

Com a Copa e a Olimpíada (de 2016), o esporte estará em evidência.

E por que não usar isso a favor da educação, a favor da saúde? Minha bandeira não tem como não ser o esporte porque minha vida inteira foi relacionada a isso.

Pioneiro: Mas quais projetos específicos podem ser feitos nesse sentido? Danrlei: Já existe o Segundo Tempo (no qual as crianças praticam esportes no turno inverso ao das aulas), que é um projeto maravilhoso.

Nas cidades que visito, na maioria ele é bem sucedido.

Óbvio que tem de ter melhorias.

Vou propor para que se tenha crescimento em sua atividade.

Esse é um primeiro caminho.

Pioneiro: E em outras áreas, o senhor pretende atuar na região? Danrlei: Eu vim para conversar com o pessoal da CIC (Câmara de Indústria, Comércio e Serviços de Caxias do Sul), mas muito relacionado com essa questão do novo aeroporto, de melhorias do que já existe.

Tem essa situação que vim conhecer.

Um dos lugares onde fui bem votado foi na Serra.

Tirando Porto Alegre, foi a região que melhor me acolheu.

Então, nada mais justo vir para cá e ser uma pessoa que vai lutar pela Serra, trazendo recursos, defendendo a Copa.

O que eu puder fazer por Caxias e pela Serra, vou fazer.

Pioneiro: O senhor pensa em concorrer a outros cargos? Danrlei: Minha ideia é ser deputado federal.

Não quero cargo executivo.

Minha vontade é essa, de fazer o meu trabalho.

Pelo menos nos próximos quatro anos.

Pioneiro: Do que o senhor lembra das passagens por Caxias como jogador? Danrlei: Lembro que cada vez que eu vinha para cá com o Grêmio era um osso duro de roer, complicado, não importava o lado.

Chegava aqui e já sabia que ia ser difícil para nós.

Pioneiro: E quando sai o time da Câmara com o Romário (PSB-RJ, também ex-jogador)? Danrlei: Eu estou no meio-campo agora.

Não sou mais goleiro.

Tem dois goleiros que são contratados para o nosso futebolzinho.

Mas o time é bom.

Vou trazer para jogar contra o master aqui do Juventude.

Temos que combinar.

Agência Trabalhista de Notícias (LL) com informações do Portal Pioneiro