‘Debates aprimoraram projeto da Operação Água Branca’, diz Paulo Frange

PTB Notícias 19/09/2013, 15:56


A maioria das propostas apresentadas pela população durante as 11 audiências públicas realizadas para debater a Operação Urbana Água Branca, de acordo com o vereador Paulo Frange (PTB), foram inseridas ao substitutivo do projeto de lei 505/2013, aprovado já em primeira votação na Câmara Municipal de São Paulo.

Segundo o parlamentar, entre as principais mudanças, está a preocupação com as moradias sociais.

“O texto original previa que 10% dos recursos fossem destinados para habitação de interesse social, a nova versão da matéria prevê agora que os investimentos sejam de 25%.

Esse é um grande ganho”, sinalizou.

Outra mudança importante após as audiências públicas são os valores dos Certificados de Potencial Adicional de Construção (CEPACs) que aumentaram para imóvel residencial – de R$ 700 para R$ 1.

400 – ou não – R$ 800 para R$ 1.

600.

“Esse aumento será suficiente para reurbanizar 17 favelas no perímetro da Operação Urbana Água Branca”, afirmou Frange.

“Os debates foram fundamentais para aprimorarmos o texto original e tudo isso vai ser útil para também pensarmos na elaboração do Plano Diretor Estratégico”, disse.

Agência Trabalhista de Notícias (FM), com informações da Câmara Municipal de São PauloFoto: Sonia Mele/CMSP