Deley quer impedir mais prejuízos ao setor siderúrgico e a Volta Redonda

PTB Notícias 1/03/2016, 9:19


O deputado Deley (PTB-RJ) manifestou preocupação com a situação da Companhia Siderúrgica Nacional (CSN), situada em Volta Redonda (RJ), em razão da dispensa de funcionários e, ainda, por problemas relacionados à questão ambiental.

“A China produziu aço em demasia, está entrando com esse aço no Brasil e derrubando não só a CSN, mas várias outras empresas.

Já tratei do assunto com o ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Armando Monteiro, que está muito atento ao tema.

Inclusive, foi criado um grupo de trabalho para que o Brasil analise quais as medidas a serem tomadas em relação a essa questão da siderurgia”, declarou Deley.

O parlamentar também voltou a declarar ser contra a que a Floresta da Cicuta, unidade de conservação da Mata Atlântica em Volta Redonda, seja administrada pelo presidente da CSN, Benjamin Steinbruch.

Segundo Deley, existe uma tentativa de passar a responsabilidade da área de preservação do Instituto Chico Mendes para Steinbruch.

“Reconheço a importância da CSN, mas também reconheço que o dono da CSN, principalmente na área ambiental, não é confiável.

Steinbruch tem demonstrado ser muito irresponsável com a questão socioambiental.

Só para ter uma ideia, existem quase 40 processos contra ele nessa questão.

Na verdade, ele está preocupado com a área de amortecimento dessa região, onde vai poder fazer uma série de coisas”, afirmou Deley.

Agência Trabalhista de Notícias (LL), com informações da assessoria da Liderança do PTB na Câmara dos Deputados Foto: Zeca Ribeiro/Câmara dos Deputados