Deley requer audiência sobre recuperação judicial da Oi

PTB Notícias 25/10/2017, 11:19


Imagem Crédito: Antonio Augusto/Câmara dos Deputados

[vc_row][vc_column][vc_column_text css=”.vc_custom_1509561346904{margin-bottom: 0px !important;}”]A Comissão de Defesa do Consumidor da Câmara dos Deputados vai realizar audiência pública, no dia 8 de novembro, para debater a recuperação judicial da operadora de telefonia Oi. Autor do requerimento para a realização do debate, o deputado Deley (PTB-RJ) ressalta que é a maior recuperação judicial em curso no país.

“Outro ponto é que a empresa fornece um serviço estratégico para o Brasil e, pelo jeito, fornece mal. Além disso, a Oi tem uma dívida com os bancos públicos e com a própria Anatel [Agência Nacional de Telecomunicações] que vem se arrastando há muito tempo e teve a benevolência de vários governos”, destaca.

Deley afirma que a companhia já teve várias oportunidades para pagar sua dívida. Diz também que é necessário que a recuperação judicial seja um processo transparente. “Meu intuito não é atrapalhar nada, é ajudar, mas, acima de tudo, fazendo prevalecer o interesse do consumidor e daqueles que trabalham na empresa.”

O parlamentar ainda critica o encontro de representantes da Oi com o presidente da República, Michel Temer, fora da agenda, tornado público pelo jornalista Elio Gaspari no dia 8 de outubro, em sua coluna no jornal Folha de S. Paulo. Deley classifica a atitude do presidente como “preocupante” e “perigosa”.

Foram convidados para a audiência Carlos Manuel Baigorri, superintendente-executivo da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel); André Müller Borges, secretário de Telecomunicações do Ministério de Ciência e Tecnologia, Inovações e Comunicações; Raimundo Carreiro, presidente do Tribunal de Contas da União (TCU); Marco Norci Schroeder, diretor-presidente da Operadora Oi; Rafael Augusto Ferreira Zanatta, pesquisador em telecomunicações do Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec); e Luís Antônio Souza da Silva, coordenador-geral do Sindicato dos Trabalhadores em Telecomunicações do Rio de Janeiro (Sintel-Rio).

Com informações da assessoria da Liderança do PTB na Câmara dos Deputados[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]