Deputada Mira Rocha cobra gestão no Porto Hidroviário de Santana (AP)

PTB Notícias 14/02/2012, 6:30


Diante da necessidade de estruturação e o abandono das obras iniciadas pela Prefeitura de Santana (AP), a deputada Mira Rocha (PTB-AP) trouxe à votação na Assembléia Legislativa do Amapá o requerimento de número 1785/2011.

A deputada requer que o Estado, através da Secretaria de Infra Estrutura (SEINF) retome as obra iniciadas no Porto Hidroviário de Santana e conclua a ampliação das instalações.

O Porto de Santana teve sua construção iniciada na década de 90 e tinha como principal objetivo atender o fluxo de mercadorias e o trânsito dos viajantes marítimos.

Com o passar dos anos, a frente do Rio Amazonas que banha a cidade de Santana passou a ser uma rota de encontros comerciais, exigindo assim um melhor gerenciamento e estruturação.

A Companhia Docas de Santana é a responsável pelas questões legais no comércio marítimo, mas o restante da área que abrange a orla fica sob responsabilidade da PMS.

Para a Deputada, essa é uma questão emergencial já que o Porto Hidroviário de Santana vêm crescendo significativamente, sendo utilizado de forma desorganizada há anos.

Essa falta de estruturação afeta negativamente não só o comercial de pequeno porte, mas influi em questões sociais como o aumento da prostituição infantil, tráfico de drogas e violência.

Porto de Santana “A entrada de cidade deve ser nosso cartão postal, não basta a preocupação com o comércio legal através da Companhia de Docas, a PMS precisa ter um olhar atencioso sobre o Porto Hidroviário, onde aportam a maioria de nossos barcos e navios em trânsito”, explicou a Deputada Mira.

“Com a intervenção do Estado é possível que as obras abandonadas possam ser retomadas.

A partir da estruturação do Porto, as políticas públicas para a sociedade que retira seu sustento do comércio, legal ou não, serão favorecidas e executadas”, conclui a parlamentar.

O requerimento foi votado em unanimidade pelos parlamentares, após os trâmites na Assembléia Legislativa segue ao conhecimento do Poder Executivo.

Corpo de Bombeiros Equipado O processo de verticalização de Macapá já é uma realidade, prédios podem ser vistos em toda a cidade, isso é o progresso chegando.

Edifícios com até 15 andares abrigam dezenas de famílias, mas a pergunta é, e a segurança dessas pessoas está garantida em caso de um incêndio por exemplo? Ivone dos Santos, espera ansiosa que as chaves de seu novo apartamento sejam entregues, mas antes mesmo de se mudar para o novo imóvel a estudante se preocupa com a segurança dela e de seus pais, “não adianta morarmos em um lugar lindo…confortável se não podemos dormir direito preocupados com a segurança.

” Comentou Ivone.

Hoje apesar do preparado humano do corpo de bombeiros a corporação não conta com equipamentos para fazer o socorro em prédios mais altos, como uma viatura dotada com auto escada mecânica.

Por esse motivo a Deputada Estadual Mira Rocha(PTB) solicitou ao Governo do Estado em caráter de urgência a aquisição desse veiculo “Estamos em pleno processo de expansão, os prédios já fazem parte da paisagem da nossa capital e não basta apenas crescer verticalmente, temos que nos preocupar também com a segurança de quem morar nesses edifícios” ressaltou a Parlamentar.

Na solicitação que fez através do requerimento 1784/2011, a Deputada pediu uma viatura com plataforma e auto escada mecânica, que vai ser de grande ajuda para a execução de resgate.

“Espero que esse assunto seja solucionado o mais rápido possível, já que estamos tratando de vidas” concluiu a parlamentar.

Agência Trabalhista de Notícias (LL) com informações do Portal Corrêa Netto