Deputado Alex Canziani ressalta valor do Diagnóstico Cultural da Amepar

PTB Notícias 4/01/2014, 5:46


Já está concluído o trabalho de campo para a realização do Diagnóstico Cultural das 22 cidades paranaenses que integram a Associação dos Municípios do Médio Paranapanema (Amepar).

O trabalho, executado pela empresa Carnasciali & Vermelho, tem patrocínio da Duke Energy e é uma realização do Ministério da Cultura (Minc), por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura (Lei Rouanet).

O desafio é traçar o perfil das atividades culturais da região, dos equipamentos culturais disponíveis e a oferta de mecanismos de incentivo fiscal.

Para o deputado federal Alex Canziani, que ajudou no encaminhamento do projeto em Brasília e na mobilização dos prefeitos e secretários municipais de Cultura, o Diagnóstico pode abrir importantes caminhos.

“Os municípios poderão elaborar projetos individuais e também de alcance regional, buscando recursos diretamente do governo ou junto às empresas que podem investir na cultura e abater nos impostos.

Os próprios deputados que atendem essas comunidades poderão ter o Diagnóstico Cultural como ponto de apoio para a elaboração de emendas ao Orçamento, ajudando entidades ou eventos culturais com potencial”, ressalta Canziani.

O trabalho de campo foi realizado através de entrevistas e coleta de dados com artistas, agentes culturais, escolas, igrejas e gestores públicos.

“Nosso desafio agora é organizar essas informações de forma a apresentar o perfil mais abrangente possível de cada um desses municípios”, afirma o coordenador do projeto, Rogério Carnasciali.

A pesquisa deverá resultar num livro, cujo lançamento está previsto para o primeiro semestre deste ano.

Prefeitos, secretários municipais, vereadores, deputados e senadores, pesquisadores e empresas interessadas em investimentos via Lei de Incentivo à Cultura são o público alvo do livro, além dos gestores públicos da área.

O livro é mais uma ação que o MinC vem apoiando com o intuito de mapear o perfil da cultura brasileira.

Recentemente o ministério colocou em funcionamento, em fase experimental, o Sistema Nacional de Informações e Indicadores Culturais (SNIIC), uma plataforma digital aberta à colaboração de internautas, para traçar o retrato da cultura brasileira.

A microrregião da Amepar, que tem municípios populosos como Londrina e Arapongas, conta também com algumas das menores comunidades do Paraná.

A nova etapa do Diagnóstico Cultural, que é a tabulação dos questionários, começa a mostrar, porém, uma rica diversidade cultural, não só nos grandes centros, mas também nas comunidades menores, bem como a falta de equipamentos culturais apropriados e de recursos.

* Agência Trabalhista de Notícias (LL), com informações do portal TN online