Deputado Arlen Santiago elogia as novas ações do Programa Travessia

PTB Notícias 20/04/2012, 12:15


Prefeitos, secretários municipais e representantes das 36 cidades que passaram a fazer parte do Programa Travessia, em 2011, se reuniram em Belo Horizonte, no início de abril, no auditório do Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG), com secretários estaduais e com representantes de órgãos do Governo de Minas para conhecerem a metodologia de trabalho do Travessia, as áreas de atuação e as novas ações que passaram a fazer parte do programa a partir deste ano.

O Programa Travessia, criado em 2008, é um dos programas estruturadores do Governo de Minas.

Coordenado pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedese), tem como objetivo promover a inclusão social e produtiva da população em situação de pobreza e vulnerabilidade social, por meio da articulação e integração do planejamento, execução e acompanhamento das políticas públicas, principalmente estaduais, com foco no território.

O Travessia prioriza seis eixos de atuação: gestão social, saneamento, intervenções urbanas, saúde, educação e renda.

Atualmente, está em 110 municípios distribuídos nas 10 macrorregiões de planejamento do Estado.

Neste ano, 121 cidades, com baixo Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), serão atendidas pelo Programa, que terá a maior expansão desde o seu lançamento.

Cerca de 900 mil mineiros serão beneficiados nos novos municípios, totalizando quase dois milhões de pessoas atendidas nas 231 cidades.

Para o Deputado Estadual Arlen Santiago (PTB), “é uma satisfação imensa ver ampliado um dos mais importantes programas do Governo de Minas.

O Governador Antonio Anastasia tem priorizado ações em regiões com baixo IDH e é exatamente o que o Travessia faz.

Essa iniciativa já está mudando a realidade de muitos municípios mineiros, levando crescimento e desenvolvimento social”.

Entre as cidades da base política do parlamentar que serão beneficiadas em 2011 estão: Campo Azul, Catuti, Curral de Dentro, Fruta de Leite, Gameleiras, Joaquim Felício, Juvenília, Miravânia, Novorizonte, Rubelita, São João do Pacuí, São Romão e Vargem Grande do Rio Pardo.

A novidade apresentada no evento foi o Projeto Porta a Porta, que passa a integrar, este ano, as ações do Programa Travessia.

O Porta a Porta irá indicar, por meio de uma pesquisa feita de casa em casa, quais são as principais privações de cada comunidade atendida pelo programa.

Assim, as informações coletadas pelo Porta a Porta servirão de subsídio para o planejamento das ações e intervenções que serão realizadas pelo Travessia em cada cidade beneficiada.

Para o Secretário de Estado de Desenvolvimento Social (Sedese), Wander Borges, a inserção do projeto Porta a Porta às ações do Travessia será de fundamental importância para o desenvolvimento do programa.

“Com o Projeto Porta a Porta, vamos de casa em casa fazer um diagnóstico das reais necessidades de cada comunidade para que possamos trabalhar ainda melhor”, afirmou.

A Secretária de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag), Renata Vilhena, destacou a importância da articulação e da integração dos diversos órgãos do Estado no desenvolvimento das políticas públicas, bem como a parceria firmada entre os governos estadual e municipal na realização das ações para a diminuição da miséria e da pobreza.

“É com a soma dos esforços dos governos, por meio de programas como esse, que vamos enfrentar a miséria, tirando muitos mineiros dessa condição”, destacou.

O Projeto Porta a Porta é um dos nove projetos desenvolvidos dentro do Programa Oficina de Travessias.

Já presente em nove municípios, os trabalhos são conduzidos por uma equipe técnica, em conjunto com equipes das secretarias de Estado.

O objetivo é promover a “travessia” da população desses municípios de uma situação de vulnerabilidade social para uma condição de vida mais saudável e segura.

Além do Porta a Porta, integram ao Programa Oficina de Travessias os projetos Agenda Mineira de Metas Sociais, Mães de Minas, Professores da Família, Rede Mineira de Inclusão de Jovens, Currículo do Trabalhador, Com Licença eu Vou à Luta, Escola Mineira de Habitação Popular e Escola Travessia.

Para Arlen Santiago, o Programa é de extrema importância porque aglutina várias ações do governo estadual, secretarias e companhias.

“A parceria entre Estado e Prefeitura vai ao encontro das necessidades específicas e demandadas pela comunidade visando o desenvolvimento municipal, a melhoria da qualidade de vida da população e a sustentabilidade das ações”, comentou o parlamentar, destacando as constantes atuações de Anastasia destinadas ao crescimento do Estado.

Ivana Souza – Agência Trabalhista de Notícias, com informações da assessoria de imprensa do deputado Arlen Santiago