Deputado Conte Lopes diz que bandidos deixaram São Paulo “de joelhos”

PTB Notícias 17/07/2006, 15:03


O deputado estadual Conte Lopes (SP) lamentou, na última semana, que continuem ocorrendo ataques contra policiais militares, suas famílias e outros segmentos da sociedade.

“Os bandidos, mais uma vez, colocam São Paulo de joelhos”, disse o deputado.

De acordo com Conte Lopes, as autoridades não dão nenhuma solução e só falam “baboseiras”.

“Bases da PM, supermercados, concessionárias de carros, bancos, delegacias, instalações da Polícia Civil, prédios públicos, viaturas, ônibus e pessoas inocentes continuam sendo alvo do crime organizado”, completou.

Segundo ele, 2 mil policiais “que enfrentavam bandidos nas ruas” estão recebendo tratamento psicológico.

O deputado afirmou que, enquanto se pensa na eleição de outubro, com jogadas político-partidárias, os policiais continuam sendo mortos.

A decisão de colocar um policial militar à paisana dentro de um ônibus é, para Conte Lopes, “mirabolante”.

“Isso poderá provocar a morte de mais inocentes”, finaliza.

O deputado afirmou ainda que, na sua época, a polícia combatia o crime: “Respondi a dezenas e dezenas de processos e estou vivo.

Se morrer, já mandei um montão para a casa do diabo”.

Hoje, como deputado, Conte acredita que tem o dever de representar a população.

“Fui eleito com 207 mil votos.

Por isso, faço minha parte.

” Sobre o tratamento psicológico recebido pelos policiais militares, o parlamentar ironizou a forma como são questionados esses profissionais: “Como você se sente quando vê um irmão morto? Como está sua sexualidade? Vejam a que ponto chegamos!”.

Conte Lopes declarou que nada tem contra o secretário Saulo de Castro e o governador Cláudio Lembo, mas foi contundente ao dizer que as autoridades, sejam elas quais forem, precisam agir com urgência.

“Temos um verdadeiro exército em São Paulo.

São 140 mil homens, nas polícias Civil e Militar.

Só perdemos para o exército argentino”, comparou.

Fonte: Ass.

Legislativa de São Paulo