Deputado Ernandes Amorim quer união para assegurar exportações

PTB Notícias 9/07/2007, 11:12


Um esforço concentrado da bancada federal de Rondônia – oito deputados e três senadores – para efetivar políticas públicas de valorização da agropecuária no Estado, evitar cartelização do setor de abate de gado, garantia de preços e mercado, e favorecer a exportação da carne produzida aqui que tem certificação de livre de aftosa com vacinação, são os tópicos a serem defendidos pelo deputado federal Ernandes Amorim (PTB/RO), durante participação na reunião da Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural, da Câmara Federal, nesta segunda-feira (09/07), a partir das 9 horas, no Parque de Exposição de Ji-Paraná, onde está sendo realizado a 28ª edição da Expojipa.

Essas questões, a serem debatidas na reunião com a presença de parlamentares, pecuaristas, produtores rurais e representantes desse segmento, vêm, segundo Amorim, sendo defendidos por ele na Câmara, desde que assumiu seu mandato.

De lá para cá, lembra, já pediu intervenção ao ministro da Agricultura, Reinold Sthefanes, para evitar cartelização de frigoríficos em Rondônia; se posicionou contrário a liberação da venda de gado novo para outros estados, para evitar queda na arrecadação estadual e desemprego no maior gerador de renda e postos de trabalho que é o agronegócio.

“Será um bom momento para debatermos a adoção de políticas para a agropecuária no Estado e mecanismos para proteger essa atividade, a maior de Rondônia.

Essa é uma luta que é de todos nós, de toda a bancada federal, mas também da estadual, dos governos e dos produtores.

Precisamos orientar esse setor para que continue dando retorno aos produtores, ao Estado e, principalmente, ao desenvolvimento e crescimento de nossa região com mais emprego e garantia de produção”, afirma o deputado.

Segundo ele, a bancada unida pode dar respostas às crises que o Estado atravessa.

“Essa semana estive conversando com o senador Valdir Raupp, líder do PMDB no Senado, e mostrei a ele que juntos somos uma grande força, tanto para lutar pelos empreendimentos previstos, quanto para definirmos políticas de interesse do Estado como essas que estamos defendendo e também outras como o retorno da dívida do Beron para a União”.

Sobre essa dívida, em particular, Amorim disse ter cobrado empenho de Raupp, para que o parecer do senador Romero Jucá (PMDB-RR) seja favorável a Rondônia, uma vez que o Estado não pode continuar pagando uma dívida gerada pelo Regime de Administração Especial Temporária (Raet), instituída pelo Governo Federal.

“Cobrei dele uma posição coerente do PMDB para não ter que imputar a culpa a ele por essa dívida”.

Amorim aguarda parecer favorável a Rondônia, na terça-feira, quando será apreciado o relatório na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado.

Fonte: Diário da Amazônia