Deputado Ezequiel frisa ações de seu mandato e fala de política e sucessão

PTB Notícias 30/08/2011, 14:46


O deputado estadual Ezequiel Ferreira de Souza (PTB) concedeu entrevista ao Programa “Bom Dia Seridó” da Rádio Currais Novos AM.

Segue os principais trechos da entrevista, concedida na manhã desta terça-feira, 30/08/2011, ao jornalista Gerson Luís.

Homenagem a Padre CortezAo iniciar, ele lembrou a homenagem através de uma sessão solene, para relembrar o Padre Cortez, que também foi deputado estadual.

“Acertamos para o próximo mês, uma reuinião com o bispo de Caicó, o pároco e o prefeito de Florânia, com o presidente da Assembleia.

A ideia é fazer a sessão em Florânia, durante a Festa de Nossa Senhora das Graças, que acontece em novembro”Hospital Regional Dr.

Mariano CoelhoNo decorrer da entrevista, o deputado lembrou sua luta e defesa em prol do Hospital Regional Dr.

Marian o Coelho, que passa por dificuldades.

“O que o hospital precisa é de um socorro financeiro.

Temos a frente um jovem competente, Dênis Zambum, outro amigo, Bernardo Cabral.

Mas, o hospital precisa de um teto livre, pois o problema é o que vinha dizendo desde a época que Milena Galvão era diretora.

O problema não é gerenciamento e sim recursos financeiros.

Existem boatos que estão segurando esses recursos para que posam mudar a direção do hospital.

Não quero acreditar nessa hipótese.

Acho que o Governo do Estado atenda nossos requerimentos e faça o convênio, que tanto cobramos na Assembleia”.

Pesquisa Agora Sei e avaliação da gestão Geraldo GomesEzequiel também falou sobre política.

Indagado sobre os números divulgados negativamente em relação à administração do prefeito Geraldo Gomes (DEM), o deputado disse que o prefeito precisava buscar recursos lá fora.

“O mundo mudou e a evolução da comunicação fez avançar ainda mais.

Tive vários prefeitos como aliados e eles se dividem em Natal e a capital federal.

Acho que a administração de Currais Novos precisa seguir modelos de outras gestões que fazem sucesso.

O prefeito precisa sair do gabinete e ir buscar recursos em Brasília.

Todos nós temos o momento de se aposentar.

Ou o político cuida de se aposentar na hora certa, ou o povo cuida em aposentá-lo”, afirmou.

Compromisso de Geraldo Gomes assumido em 2008Ainda na Rádio Currais Novos AM, Ezequiel lembrou o compromisso assumido por Geraldo Gomes em 2008, quando fechou no apartamento do senador José Agripino Maia (DEM) compromissos com a candidatura da vice-prefeita Milena Galvão (PP) em 2012.

“Esse foi um assunto debatido e um compromisso assumido.

E havendo a concordância de todos partimos para um luta.

Passado esse tempo todo, veio à campanha para deputado estadual, onde eu acredito que fiz mais na campanha de Geraldo do que ele n a minha.

Só há uma possibilidade de marcharmos juntos a Geraldo.

Se ele cumprir os compromissos assumidos em 2008 e apoiar a candidatura de Milena.

Se não, cada um vai seguir o seu caminho”, admitiu.

Fim do radicalismo com o grupo de Zé LinsSobre o fim do radicalismo com o grupo do ex-prefeito Zé Lins (PR), Ezequiel lembrou que a política de hoje não cabe mais o radicalismo.

“O povo não quer saber de brigas e radicalismo.

Tive alguns encontros casuais com o ex-prefeito Zé Lins, o vereador Eugênio Lins e a ex-governadora Wilma de Faria, na festa de Santana.

O povo quer saber de ações e benefícios em prol da cidade e dos avanços em áreas importantes.

Hoje nossos grupos se respeitam e é assim que a política deve ser”.

Ivana Souza – Agência Trabalhista de Notícias, com informações da Assessoria do deputado Ezequiel FerreiraImagem: Rodrigo Rafael