Deputado Fábio Camargo deve presidir CPI das ONGs no Paraná

PTB Notícias 28/03/2007, 15:00


A Assembléia Legislativa do Paraná deve iniciar nesta quarta-feira (28/03) os trabalhos da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que vai investigar a aplicação de recursos públicos por Organizações Não Governamentais (ONGs) e Organizações da Sociedade Civil e Interesse Público (Oscips).

De autoria do deputado estadual Fábio Camargo (PTB), as investigações incluirão as denúncias de repasses irregulares da Secretaria de Estado do Trabalho, ao longo dos últimos quatro anos, para estas organizações.

O petebista explica que os parlamentares não têm o objetivo de politizar esta CPI.

“Acredito que, a partir dos resultados das investigações, poderemos criar uma forma de regulamentar a atuação das ONGs e Oscips.

Talvez seja o caso de criarmos uma agência reguladora.

Todas as denúncias serão investigadas”, esclareceu o deputado, que deve presidir a Comissão.

Fábio Camargo acredita que em 90 dias seja possível concluir as investigações.

“Nosso primeiro passo será expor à Mesa Executiva as denúncias.

Também vamos convocar representantes da OAB e Tribunal de Contas, além de administradores de São Paulo e Minas Gerais.

Esses Estados já estão avançados na regulamentação da atuação destas entidades.

O mais grave é que não sabemos o número de ONGs e Oscips que atuam no Paraná e o valor dos repasses.

Nem mesmo o Tribunal de Contas tem estas informações”, afirmou.

Agência Trabalhista de Notícias (com informações do jornal Bem Paraná)