Deputado Henrique Arantes critica volta do imposto da gasolina, a Cide

PTB Notícias 28/11/2014, 8:34


A imprensa nacional noticiou, nesta semana, que no pacote de medidas e ações do governo federal com o objetivo de reequilibrar as contas públicas está a volta do chamado imposto da gasolina, a Cide.

Esse tributo foi extinto no ano de 2012 e as taxas que oneravam os combustíveis eram de R$ 0,28 por litro de gasolina e R$ 0,07 por litro de diesel.

Presidente da Comissão de Defesa dos Direitos do Consumidor da Assembleia Legislativa de Goiás, o deputado Henrique Arantes (PTB) critica a medida.

De acordo com ele, tributar o combustível, um produto já caro, trará problemas para a população.

“O preço do combustível no Brasil é muito alto.

Países não produtores de combustíveis praticam os mesmos preços do Brasil”, diz.

Arantes afirma que é mais fácil planejar um remanejamento de verbas, já existentes, para reequilibrar as contas federais do que impor novos tributos.

“É mais fácil remanejar orçamentos de tributos já existentes e fundos que estão parados do que tributar mais o combustível, que não é algo barato”, afirmou o petebista.

Agência Trabalhista de Notícias (LL), com informações do Diário da Manhã Foto: Marcos Kennedy/Alego