Deputado Hildo propõe internação compulsória de dependentes químicos

PTB Notícias 3/03/2012, 9:14


O deputado Hildo do Candango (PTB-GO) apresentou projeto de lei que institui o Sistema Estadual de Internação Compulsória de Dependentes Químicos no âmbito do Estado.

Ele justifica que sua iniciativa é fundamentada em tese de especialistas na questão.

Aprovado preliminarmente em Plenário, o projeto seguiu para discussão e votação na Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJ).

“Quando se fala em internação compulsória, parte da sociedade se posiciona contrariamente.

Defendem que o direito de ir e vir fica prejudicado e que a vontade do dependente químico deveria ser respeitada.

Porém, a dependência química tem que ser tratada como uma doença complexa, que de fato é, e levar em consideração que a maioria desses usuários está em risco constante de vida, causando danos a si mesmos”, frisa.

Hildo do Candango enfatiza que o consumo do crack aumentou muito nos últimos anos.

“Espalhou-se por todo o País, por todas as classes sociais, de tal modo que esse consumo exagerado pode ser considerado uma epidemia.

Os viciados perdem seus vínculos com a família e com a sociedade, não querendo outra coisa a não ser consumir mais drogas.

E o pior: muito poucos aceitam se tratar.

” O deputado cita dados do Ministério da Saúde em que 25% dos usuários morrem por crime e outros 25% por comorbidade — doenças relacionadas ao uso de drogas e as condições precárias em que vivem.

“Segundo alguns especialistas, durante meses, o viciado não tem condições psicológicas para tomar decisões, fica completamente desprovido da capacidade de escolher, sem autonomia.

O tratamento da dependência ao crack é mais difícil, por isso os usuários demoram mais a aceitá-lo.

” Agência Trabalhista de Notícias (LL) com informações do Portal da Assembleia Legislativa de Goiás