Deputado Marquezelli propõe-se a colaborar com emendas para Bauru

PTB Notícias 15/12/2008, 15:20


O deputado federal Nelson Marquezelli (PTB/SP) confirmou, esta semana, a inclusão de duas emendas parlamentares ao Orçamento da União do ano que vem que favorecem Bauru.

Uma delas prevê R$ 150 mil para investimento em infra-estrutura no Recinto Mello Moraes.

A outra emenda orçamentária, no valor de R$ 200 mil, contempla pavimentação asfáltica no Jardim Olímpico, região do Núcleo Presidente Geisel, e vem do Ministério das Cidades.

Marquezelli foi recepcionadona cidade pelo prefeito eleito de Bauru Rodrigo Agostinho e por Érico Braga, presidente da Associação Rural do Centro Oeste (Arco).

Os anfitriões acompanharam o deputado petebista para conhecer o Mello Moraes, que abriga a 29.

ª edição do Potro do Futuro e da 2.

ª Copa Campeão dos Campeões da Raça Quarto de Milha de Trabalho e Conformação.

Antes, Braga apresentou a Marquezelli o plano de desenvolvimento do Recinto.

Após a visita, o deputado federal se mostrou bastante receptivo às demandas de Bauru por investimentos que venham da União.

O deputado reforçou o convite para que Rodrigo vá a Brasília apresentar projetos para a segunda fase do PAC.

“Te ajudo”, salientou, em conversa com o prefeito que assumirá em janeiro.

Rodrigo explicou que Bauru já está com projetos de tratamento de esgoto, drenagem (evitar alagamentos) e habitação previstos no PAC.

Braga agradeceu Marquezelli pelo empenho de ajudar Bauru e destacou o esforço do atual prefeito Tuga Angerami em arrumar as finanças da prefeitura, e a disposição de Rodrigo se mobilizar mesmo antes da posse.

Braga explicou que, após a desapropriação de uma área junto ao Mello Moraes, no início de 2009 serão apresentados projetos para a conclusão do centro de eventos e de duas arenas cobertas para realização de provas rurais.

O presidente do diretório municipal de Bauru do PTB, Ricardo Oliveira, e Marquezelli se dispuseram a colaborar.

O prefeito eleito comentou que, em visita ao gabinete do deputado petebista em Brasília, havia deixado o pedido de recuros para infra-estrutura asfáltica, que agora está prevista com emenda orçamentária.

Marquezelli confirmou ainda que o escritório regional do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) em Bauru será mantido.

“Não há razão para fechar porque é cidade eixo”, explica.

Para Lélia Lourenço Pinto, responsável pelo escritório regional do Ibama, Marquezelli ratificou o apoio pela permanência.

“Se tiver alguma coisa em contrário lá, você dá um toque”, ressaltou.

Atuando desde 1991 em Bauru e abrangendo 78 municípios, o fechamento do escritório geraria transtornos para vários segmentos da sociedade que dependem dos serviços do Ibama.

Várias entidades e políticos têm se mobilizado desde a divulgação da reestruturação do órgão federal, que fecharia escritório em outras cidades de São Paulo.

Agência Trabalhista de Notícias (com informações do Jornal da Cidade de Bauru)