Deputado Pedro Fernandes diz temer fraudes nas urnas eletrônicas

PTB Notícias 29/11/2008, 8:03


O Deputado Pedro Fernandes (PTB-MA) comentou, no Plenário, que, apesar de ter convicção sobre as urnas eletrônicas, assistiu uma matéria na TV que disse que o Brasil não tem um processo seguro.

“Lembro que os Estados Unidos, com a sua eleição complicada, não aceitaram as facilidades da urna eletrônica brasileira”.

Fernandes afirmou que, no Município de Caxias, no Maranhão, há indícios de que uma urna foi violada no 3 de outubro.

“Introduziram na urna uma programação que pode ter modificado o resultado.

Um Vereador votou nele mesmo e não apareceu o voto; uma família deu 15 votos a uma Vereadora, mas não apareceu nenhum voto.

Os técnicos ficaram surpresos e mostraram que é possível mexer depois de lacrada a urna, desde que se processe uma ata e se registre no cartório devido.

E foi comprovado que essa urna foi mexida no dia 3 de outubro”.

“O que me surpreende é que o Ministro Carlos Ayres Britto não quis dar nenhuma entrevista.

Acho que a sociedade brasileira tem de exigir um posicionamento oficial do Tribunal Superior Eleitoral — TSE.

Tenho dúvidas.

Sou engenheiro e conheço um pouco a área de informática.

Tinha convicção.

Assisti a todas as audiências públicas quando Leonel Brizola e o Deputado Miro Teixeira, nosso querido companheiro, levantaram a questão na Casa.

Tinha plena convicção.

Mas, hoje quero confessar que tenho dúvidas”, disse Pedro Fernandes.

“O TSE precisa vir a público esclarecer, ou então a Câmara dos Deputados, pelos meios devidos, por sua posição, precisa realmente apurar.

Vamos ver como poderemos pleitear, junto ao Presidente Arlindo Chinaglia, essa apuração, porque acho que a população brasileira precisa continuar acreditando nesse sistema tão badalado, tão bom, tão rápido, tão eficaz, como tem se mostrado até agora”, concluiu o Parlamentar do PTB.

Agência Trabalhista de Notícias