Deputado Ronaldo Santini debate crise hospitalar gaúcha em evento na OAB

PTB Notícias 10/08/2016, 8:22


Imagem Crédito: Mayara Dalla Libera/Divulgação

[vc_row][vc_column][vc_column_text css=”.vc_custom_1470839686886{margin-bottom: 0px !important;}”]Preocupados com a situação da rede hospitalar, a Ordem dos Advogados do Brasil do Rio Grande do Sul (OAB-RS) e a Federação das Santas Casas e Hospitais Beneficentes, Religiosos e Filantrópicos do RS organizaram evento na segunda-feira (8).

O encontro, com lideranças do setor, debateu sobre o cenário nacional do financiamento da saúde. Como presidente da Frente Parlamentar de Apoio às Santas Casas e Hospitais Filantrópicos na Assembleia Legislativa gaúcha, o deputado Ronaldo Santini (PTB) destacou o cenário estadual, que vive uma crise histórica devido à falta de repasses por parte do governo do Estado e está levando os hospitais filantrópicos à falência. Ele mencionou que é fundamental o entendimento de que a saúde pública é uma causa de Estado e não de governo.

“A nossa luta é por melhores investimentos na saúde sim, mas nós da Frente Parlamentar temos defendido fortemente o reforço na área do custeio da rede hospitalar filantrópica, principalmente, por meio da retomada de um programa de custeio aos moldes do IHOSP, fazendo um programa de socorro aos hospitais”, apontou, mencionando que ainda é mais barato para o Estado comprar serviços dos hospitais já estruturados, do que construir novas estruturas e estruturar novas entidades.

Cumprir o Orçamento, do Estado de 12% e União 10% foi a grande bandeira defendida pelos debatedores. Ao final do evento, o grupo assinou uma carta a ser apresentada no encontro nacional da OAB em Brasília na terça-feira (9). “Estamos buscando o apoio da OAB, para que nos ajude junto com o Congresso Nacional, a fazer com que o governo federal cumpra a sua parte. Não podemos aceitar que a União esteja destinando apenas 3 ou 4% do seu orçamento para a saúde”, enfatizou Santini.

Além do parlamentar, estiveram presentes: Paulo Zilkoski (presidente da Confederação Nacional dos Municípios), que falou sobre o cenário nacional do financiamento da saúde; Andre Lagemann (vice-presidente da Federação das Santas Casas e Hospitais Beneficentes, Religiosos e Filantrópicos do RS); Sandra Sperotto(COSEMS); Ana Paula Carvalho de Medeiros (procuradora do Ministério Público Federal); Imar Santos Cabeleira (presidente da Comissão Especial de Saúde do RS); Rafael Cantergi (diretor e secretário-geral da OAB/RS); Julio Matos (diretor geral da Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre); Milton Kempfer (diretor-presidente da FEESSERS); Terezinha Alves Borges (presidente da Abrasus); e Mauro Luís Silva de Souza (representante do Ministério Público estadual).

Com informações da assessoria do deputado Ronaldo Santini (PTB-RS)[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]