Deputado Takayama ressalta importância do Barão de Antonina

PTB Notícias 24/06/2007, 7:50


O deputado Hidekazu Takayama, do PTB do Paraná, em discurso no plenário, ressaltou a figura de um dos mais ilustres personagens da história brasileira: João da Silva Machado, o Barão de Antonina, que contribuiu efetivamente para desbravar o Brasil e delimitar as fronteiras do estado do Paraná.

“Em 1821, o simples tropeiro João da Silva Machado galgou na política e, cônscio de suas responsabilidades, foi escolhido para representar a Província de São Paulo na Corte Imperial de Portugal, cumprindo sua missão com presteza e pudor.

A seguir fundou a Colônia dos Alemães em Rio Grande Paraná, onde é hoje a próspera cidade de Rio Negro”, contou o deputado petebista.

Prosseguiu o parlamentar do PTB paranaense: “Em 1829 é suplente para o Conselho Geral da Província de São Paulo, recebendo atribuições de conduzir trabalhos de aldeamento de indígenas e abrir picadas e entradas para a ocupação territorial.

Com experiência de desbravador, é cognominado, pelo Decreto Imperial de 11 de setembro de 1843, de Barão de Antonina, um símbolo de reconhecimento público por seus valiosos feitos.

Nessa época, possuidor de inúmeras glebas de terra, resolve implantar uma colônia agrícola com nativos e estrangeiros, doando uma área de cerca de 17 mil hectares, localizada no Sudoeste da Província de São Paulo, para cultivo de cereais.

Mais tarde, dar-se-ia o nome de Núcleo Colonial Barão de Antonina, que passaria a integrar a nova Província do Paraná criada em 29 de agosto de 1853″.

“Discordo do pensamento do escritor Humberto de Campos, que dizia “o mundo político do Brasil é a imagem da fauna brasileira: não tem gigantes”.

Em 19 de março de 1875, o gigante Barão de Antonina deita o túmulo para o merecido descanso de sua alma de luz que permeará os séculos.

É relevante registrar o seu humanismo.

Uma pessoa humilde, de vastos conhecimentos da vida e um agraciador das virtudes cristãs, que dedicou tempo e interesse a tomar posições fraternas com a verdade e solidárias com a justiça, tão importantes no desenvolvimento das atividades proveitosas em favor do Império e dos brasileiros natos, adotivos e imigrantes da época, porém todos imbuídos com o mesmo propósito de construir uma nova Nação nos trópicos o Brasil”, finalizou Takayama.

Agência Trabalhista de Notícias