Deputado Valter Araújo criticou operações realizadas pela Força Nacional

PTB Notícias 27/04/2011, 15:06


O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Valter Araújo (PTB-RO), fez um desabafo contra as operações realizadas pela Força Nacional, que segundo ele estaria ameaçando e tratando aos produtores rurais como bandidos.

“Respeito o trabalho da Força Nacional, mas acredito que o melhor lugar para os policiais era a fronteira nossa com a Bolívia, evitando o contrabando, o tráfico de armas, a saída de veículos roubados e, principalmente, o tráfico de drogas”, disse Valter.

O presidente fez as declarações durante a sessão especial na tarde da última terça-feira (26/04/2011), que reuniu a secretária estadual de Desenvolvimento Ambiental (Sedam), Nancy Fernandes, o chefe da Casa Civil, Ricardo Sá e o assessor especial do Governo, Mangabeira Unger.

A sessão discutiu ações voltadas ao meio ambiente e foi preparatória para a realização das audiências públicas que irão construir o código florestal de Rondônia.

Presidentes de associações rurais e entidades ligadas ao setor produtivo fizeram pesadas críticas aos abusos do Governo Federal, que através da operação “Arco de Fogo”, tem aumentado a pressão contra o setor produtivo.

“Enquanto o Congresso não vota o código florestal, ficamos a mercê de operações arbitrárias e truculentas.

Precisamos de apoio, pois queremos produzir e atuar dentro da legalidade, não somos bandidos”, declarou Antonio Afonso Erdtmann, presidente da Associação das Indústrias Madeireiras de Espigão.

Valter Araujo cobrou também uma posição firme da bancada federal de Rondônia, para que interceda junto ao Ministério do Meio Ambiente e ao Ibama, cobrando respeito aos produtores do Estado.

Agência Trabalhista de Notícias (PB), com informações do site rondonotícias.

com.

br