Devemos agir para proteger o PTB – diz Roberto Jefferson

Agência Trabalhista de Notícias 28/07/2006, 13:35


Há um ano, fiz uma denúncia que expôs ao Brasil o maior esquema de corrupção já visto em nossa História, comandado pelo PT.

De lá para cá, fragilizou-se o Congresso Nacional, enfraqueceu-se essa legislatura.

Os brasileiros estão estarrecidos.

Todos os dias, uma nova peça dessa engrenagem de corrupção vem à tona.

Ontem, foi o Mensalão, hoje, são os Sanguessugas.

E amanhã?Às vésperas do pleito de outubro, os eleitores se perguntam em quem votar.

Quem é ético? Que tem uma história sólida? O Partido Trabalhista Brasileiro tem uma história honrada de 61 anos.

Não pode ser usado como legenda para encobrir escândalos.

Nós, trabalhistas, cortaremos a própria carne, se preciso, mas não assistiremos impassíveis o desenrolar dessa CPI dos Sanguessugas.

Reitero, portanto, o pedido que há menos de uma semana fiz a meus companheiros, aqueles que tiveram os nomes arrolados nas denúncias.

Reajam com ética e objetividade.

Sejam éticos não renunciando ao mandato que hoje têm.

Quem não teme, permanece firme, rebatendo as críticas, mostrando os fatos, fazendo emergir a verdade.

E objetivos: não é possível manter uma candidatura às próximas eleições, enquanto durar esse processo.

Até que se prove o contrário e possam voltar de cabeça erguida.

Devemos agir para proteger o Partido Trabalhista Brasileiro.

Não podemos comprometer – com atos individuais – a legenda que nos orgulha.

Abri mão da presidência do PTB em 17 de julho de 2005.

Fui sozinho para a luta, limpar a minha honra.

Dei esse exemplo.

E não posso permitir que seja manchada a nossa sigla.

Há punições que, dependendo de onde partem, nos enaltecem.

Mesmo sabendo que seria cassado, enfrentei tudo e todos – sozinho.

Espero dos meus companheiros a mesma dignidade, a mesma firmeza, o mesmo desprendimento.

Diante do dilema de se manter candidato ou retirar a candidatura condenada, tenham um gesto de grandeza: optem pelo povo.

As cidadãs e os cidadãos brasileiros esperam comportamentos éticos.

Salvem suas biografias.

Salvem o Partido Trabalhista Brasileiro.

Brasília, 28 de julho de 2006Roberto JeffersonPresidente nacional licenciado do PTB