Dilemário quer todos unidos contra o avanço do crack e outras drogas

PTB Notícias 24/04/2013, 15:50


“É necessário que a Câmara Municipal de Cuiabá levante a bandeira de luta contra as drogas, em especial contra o crack, que sem dúvida nenhuma é o grande mal do século”, afirmou o vereador Dilemário Alencar (PTB) em seu pronunciamento durante sessão plenária de terça-feira (23/4/2013).

Ele entende que não é possível ficar omisso diante desse grave problema social que tem crescido de forma assustadora, atingindo de forma grave e direta a saúde física e mental de milhares de usuários e promovendo sofrimento da família.

Um levantamento realizado em 2011 pela Confederação Nacional dos Municípios apontou que, em Mato Grosso, o crack está presente em 105 do total de 141 cidades.

“Infelizmente Cuiabá é apontada como a cidade que têm o maior número de usuário do crack no Estado de Mato Grosso e, que a cada dia que passa, é mais intenso o consumo de drogas em nossa cidade”, afirmou Dilemário Alencar.

Os índices, segundo o parlamentar petebista, são muito preocupantes.

Um levantamento feito pela Secretaria Municipal de Assistência Social em setembro de 2012 apontou quatro regiões, em Cuiabá, como pontos de uso incidente da droga, as chamadas “cracolândias”.

Segundo o vereador, os quatro locais com maiores índices de usuários do crack são: Porto (na orla, debaixo da ponte e na Praça Major João Bueno); Alvorada (região do terminal Rodoviário de Cuiabá); Centro (Beco do Candeeiro e Centro Histórico de Cuiabá) e Bairros Jardim Leblon e Pedregal, que são considerados uma única região pelo levantamento.

Outros pontos de uso de crack e outras drogas apontados no levantamento da Secretaria Municipal de Assistência Social são: Avenida do CPA (proximidades da Panificadora Los Angeles, MC Donalds, Pit Stop e Banco do Brasil; Praças Ipiranga, Alencastro e Rachid Jaudi; Ponte do Rio Coxipói e proximidades da Rodoviária do Coxipó; Morro da Luz; Região da Praça Oito de Abril; região dos shoppings centers (Pantanal, Goiabeiras e Três Américas); Imediações da rua Treze de Junho; Avenida Getúlio Vargas; Avenida Isaac Póvoas; Calçadões do Centro; Viaduto da avenida Fernando Correa da Costa;Ponte do rio Coxipó.

Dilemário relatou aos vereadores outros pontos de consumo de drogas como: Ponte do Rio Coxipó; viaduto entre a Copagaz e o posto São Matheus; imediações da Avenida 15 de Novembro; Rua Régis Bitencout; região da Santa Casa e Pronto Socorro; Avenida Miguel Sutil, ao lado da escola Farina; Praça dos Taxistas; Praça do CPA I em frente a escola André Avelino;Praça Cultural do CPA 2 e Bairro Planalto.

Agência Trabalhista de Notícias (NM), com informações da Câmara Municipal de Cuiabá