Diretório do PTB de Porto Alegre confirma apoio à reeleição de Fortunati

PTB Notícias 15/06/2012, 7:47


O PTB de Porto Alegre (RS) se reuniu na noite desta quinta-feira, 14/06, no plenário Otávio Rocha da Câmara Municipal para a convenção do partido, primeiro na Capital a realizar o processo formal de indicação de seus candidatos – o calendário eleitoral estabelece o dia 30 de junho como prazo limite.

O ato do PTB foi marcado pela consolidação da aliança em prol da reeleição de José Fortunati (PDT), que conta ainda no seu leque de alianças com PMDB, PP, PRB, PPS, PMN, PRB, PRTB e PTdoB.

O PTB foi a primeira legenda a anunciar apoio a Fortunati e disputou a vaga de vice com o PMDB, mas acabou negociando espaços no Executivo, em caso de vitória, em detrimento da indicação para a chapa majoritária.

A sigla integra a administração municipal desde 2005, quando José Fogaça (PMDB) assumiu o paço municipal para o primeiro mandato.

Hoje, os petebistas coordenam cinco secretarias e a Procempa na gestão Fortunati.

No encontro do partido, o pedetista ressaltou a importância do PTB para a administração e para a sustentação do governo na Câmara.

Fortunati também lembrou que a legenda abdicou de indicar o vice na chapa de Fogaça em 2008 para viabilizar a composição com o PDT, que o escolheu para ser vice do peemedebista.

“Se hoje sou prefeito, devo a uma pessoa e a um partido: Fogaça e PTB.

“O secretário estadual do Trabalho, Luís Augusto Lara, também abordou em sua manifestação o papel do PTB no apoio à candidatura de Fogaça, que concorreu em 2004 pelo PPS.

“Essa caminhada começou com Fogaça, demos a mão ao PPS e vencemos com o vice Eliseu Santos”, recordou.

“Nos momentos mais difíceis o PTB esteve ao lado do governo para dar sustentação”, acrescentou.

Apresentado como o vice-prefeito na chapa de Fortunati, o presidente municipal do PMDB, vereador Sebastião Melo, pediu unidade às legendas na campanha.

“Fazemos parte do mesmo condomínio”, metaforizou.

O presidente municipal do PDT , deputado federal Vieira da Cunha, também aludiu à aliança entre as legendas e afirmou que “o velho trabalhismo de guerra estará unificado na Capital”.

O presidente do PTB em Porto Alegre, vereador Elói Guimarães, projeta que o PTB deverá ser a única agremiação partidária da cidade que terá condições de dispensar coligação para disputar as 35 cadeiras de vereador na Capital.

“Temos uma nominata completa de 54 candidatos a vereador e mais dez pessoas interessadas em concorrer.

Isso é um reconhecimento da força e da capacidade do PTB nas urnas”, ressalta.

Na última eleição municipal, em 2008, o PTB elegeu, com folga, o vereador mais votado, Maurício Dziedricki – que se licenciou da Câmara Municipal de Porto Alegre para assumir a Secretaria Estadual de Economia Solidária e Apoio à Micro e Pequena Empresa -, com 15.

454 votos.

Além de Dziedricki, o partido elegeu outro quatro candidatos.

A meta da legenda neste ano é manter e, se possível, ampliar o número de vereadores.

No início da convenção, o ex-senador e presidente de honra do PTB-RS, radialista Sérgio Zambiasi, falou aos candidatos a vereador da legenda, pedindo que eles deem ouvidos aos anseios da população.

“Eleição se faz olho a olho, pessoa a pessoa”, pregou.

Agência Trabalhista de Notícias (LL) com informações do Portal Jornal do Comércio