Divaldo comemora promulgação da lei que oferece diagnóstico de diabetes

PTB Notícias 16/08/2013, 6:14


Foi promulgada na quinta-feira (15/8/2013) lei de autoria do vereador de Bagé (RS) Divaldo Lara (PTB) que cria o Programa de Diagnóstico ao Diabetes, Hipertensão e Anemia Infantil na rede municipal de ensino.

Antes de protocolado, o projeto, solicitado pelo pai de duas crianças diabéticas, Marcelo Filandro, foi levado por Lara ao conhecimento de entidades, pacientes, profissionais da área e à Secretaria Municipal de Saúde.

A secretária Aura Stela Pereira prometeu apoio à implementação do projeto, além de sugerir a inclusão de dois tipo de anemias específicos, a falciforme e a talassemia, ambas doenças hereditárias que afetam o sangue e estas incluídas no projeto do vereador.

“Acredito que um programa somente seja eficaz quando ouve as pessoas que serão beneficiadas por ele, pois são elas que detém o conhecimento diário da situação.

Por isso sempre colho sugestões antes de protocolar um projeto”, diz Divaldo Lara.

Entre as ações previstas estão exames de sangue no início do ano letivo, com anuência dos pais, para detecção dos problemas.

Se constatada a existência das doenças, as crianças portadoras passarão, segundo o projeto, a receber merenda especial de acordo com a necessidade.

A secretária entende que a implementação não será dispendiosa e que o segredo para o sucesso do programa dependerá de maior organização de cardápio para a hora da merenda.

Além disso, verificação periódica de açúcar no sangue, tratamento de hipoglicemia com açúcar de emergência, injeção de insulina quando necessário, acesso livre e irrestrito à água e ao banheiro e participação das aulas de educação física e outras atividades extracurriculares estão incluídas no descritivo do projeto.

“O intuito deste projeto é detectar possíveis portadoras, além do tratamento adequado para as mais de 200 crianças com diabetes no ambiente escolar, que é um dos locais de maior permanência diária”, comenta Divaldo Lara, que conta com o apoio da Juventude do PTB para realizar campanhas de divulgação e levar o projeto a conhecimento de pais e professores, nas escolas.

Conforme disposto no artigo 70 da Lei Orgânica do Município, após aprovado por unanimidade na Câmara de Vereadores, aguardou prazo para sanção do prefeito, o que não ocorreu.

O projeto foi então promulgado pela presidência da Câmara.

* Agência Trabalhista de Notícias (LL), com informações da assessoria do vereador Divaldo Lara (PTB-RS)