Divaldo Lara discute segurança e defende concursados da Brigada Militar

PTB Notícias 26/02/2015, 7:33


Um encontro ocorrido no Plenário da Câmara de Veradores de Bagé (RS), na terça-feira (24/2/2015), reuniu o presidente da Casa, Divaldo Lara (PTB), o vereador Geraldo Saliba (PTB), o representante da ABAMF José Maria Fernandes e cerca de 40 aprovados no concurso da Brigada Militar realizado em 2014.

Os aprovados reivindicam pelo chamamento por parte do governo do Estado, para ocuparem as 1600 vagas propostas no concurso para policiamento (QPM1) e outras 400 para bombeiros (QPM2).

Durante os discursos, alegaram o valor gasto para cumprirem as quatro fases proposta no edital, realizadas em Porto Alegre, que chegaria a cerca de R$ 2 mil entre exames, viagens, alimentação e preparo.

Segundo os concursados, a aprovação teria gerado pedidos de demissões em decorrência da previsão do chamamento nos primeiros meses de 2015.

Além disso, para alguns, em decorrência da idade, esta é a ultima oportunidade de ser chamado e por estas razões lutam para garantir as vagas.

Geraldo Saliba salientou “sentir falta” do policiamento a pé e acredita que a presença destes profissionais inibiria a ação dos bandidos, principalmente em furtos de lojas do centro da cidade.

Ainda de acordo com Saliba, a segurança pública não pode esperar.

“A cada dia a falta de segurança aumenta, não só no Estado, mas principalmente em nosso município.

A defasagem de policiamento militar é muito grande, e hoje temos, somente em Bagé, 70 novos brigadianos esperando para ocupar suas vagas.

Nos preocupa o governo do Estado congelar o chamamento dos aprovados por mais seis meses”, pondera.

Já Divaldo Lara sugeriu alguns encaminhamentos, como o envio de moção de apoio da Câmara de Vereadores à Assembleia Legislativa e à Casa Civil.

Um documento endereçado ao governador José Ivo Sartori, relatando a carência de Bagé com relação ao efetivo, que chega a mais de 40%, tendo como consequência, o crescente número de delitos ocorridos sobretudo nos últimos meses e que este motivo, entre outros, justifica a necessidade da imediata contratação dos concursados.

No dia 5 de março, a Câmara realizará sessão especial para que José Maria Fernandes e aprovados no concurso possam se manifestar a respeito do assunto, dando ciência aos demais vereadores para que desta forma, todos possam assinar a moção de apoio.

“O aumento da violência registrado nos últimos tempos demonstram o quanto é necessário um olhar cuidadoso para o aumento do efetivo da Brigada Militar.

Esta luta representa, além do justo chamamento dos aprovados, uma reivindicação por melhores condições de segurança para nossa região.

Colocaremos os deputados bageenses em alerta pela causa”, disse Divaldo Lara.

Agência Trabalhista de Notícias (LL), com informações da assessoria do vereador Divaldo Lara (PTB-RS)Foto: Divulgação/Assessoria